10 destaques brasileiros para assistir na Netflix


Hoje (19/06) é o dia que comemoramos as vitórias do nosso cinema. O Dia do Cinema Brasileiro homenageia a sétima arte produzida no Brasil, reconhecida a nível internacional como uma das melhores produções cinematográficas do mundo.

Para comemorar, nós vamos listar 10 ótimos filmes nacionais para você assistir na Netflix. Vamos lá?

 O Roubo da Taça

Esse é o primeiro filme brasileiro produzido pela Netflix e vale a pena assisti-lo. O longa se baseia em uma história real: o roubo da taça da Copa do Mundo, em 1983. Além disso, a trama é ágil, engraçada e inteligente. No elenco temos Taís AraújoPaulo Tiefenthaler.

 Beira-Mar

Esse é um filme LGBT sobre a descoberta da sexualidade na adolescência. Beira-Mar conta com uma narrativa lenta e contemplativa, que remete ao cinema europeu independente. Os cineastas Filipe MatzembacherMarcio Reolon foram indicados a Melhor Filme de Estreia no Festival de Berlim.

 VIPs

O filme mostra a história de Marcelo Nascimento da Rocha aqui vivido por Wagner Moura, que passou  anos sob identidades falsas e chegou a convencer Amaury Jr. de que era o dono da Gol numa entrevista para a TV.

 Nise – O Coração da Loucura

Aqui temos uma grande atuação de Glória Pires e, dessa vez, dando vida a uma personagem real. Nise da Silveira foi uma psiquiatra que fez história nos anos 1940 por batalhar pelo fim dos tratamentos cruéis em manicômios. Mais do que uma cinebiografia, o filme também serve como homenagem, por lembrar da incrível trajetória de uma mulher cuja saga é desconhecida pelo grande público. Vaja a nossa crítica do filme!

 Cazuza – O Tempo Não Para

Essa cinebiografia é um prato cheio para quem gosta de conhecer a história de ícones da música. Mais do que isso, ao assumir-se soropositivo, Cazuza foi uma celebridade pioneira no Brasil e o filme retrata bem isso. Daniel Oliveira vive o papel de sua vida e surpreende pela entrega total ao personagem principal. Não menos marcante é a interpretação de Marieta Severo, como a mãe do cantor.

 Colegas

Já citado em nosso TopFlix, o grande vencedor do Festival de Cinema de Gramado, em 2012, é o primeiro filme brasileiro protagonizado por atores com síndrome de Down. A comédia é inspirada em Thelma & Louise e Pequena Miss Sunshine. Além de ser um projeto pioneiro em se tratando de representatividade e inclusão, esse é um filme extremamente sensível.

 Flores Raras

Esse drama conta a história de amor entre uma das maiores poetisas do século XX, a britânica Elizabeth Bishop, e a arquiteta carioca Lota de Macedo Soares. Mais uma vez Glória Pires e e a australiana Miranda Otto brilham muito como protagonistas.

 Ó Paí, Ó

O Pelourinho, em Salvador, é o cenário dessa comédia carregada de brasilidade. Um conjunto de diversas histórias paralelas, que se costuram ao som da bela trilha sonora de Caetano Veloso.

 Chatô – O Rei do Brasil

Esse é o filme mais polêmico do cinema nacional, por conta da megalomania e das trapalhadas de Guilherme Fontes na sua realização. Pra se ter uma ideia, o lançamento do longa estava previsto para 1997, mas foi acontecer só em 2015. não é o melhor filme nacional, mas vale a assistida. Não somente pelas tretas históricas, mas também para conhecer um pouco desse cara chamado Assis Chateubriand, um dos brasileiros mais emblemáticos do século XX.

 Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

Essa é uma das melhores produções LGBT já feitas no Brasil, é um trabalho sério e muito bem executado a respeito da adolescência, o que não é algo tão comum no cinema nacional. O longa de Daniel Ribeiro ganhou diversos prêmios no exterior, inclusive no prestigiado Festival de Berlim, e foi escolhido para representar o Brasil na corrida pela indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.