A Cabana | Crítica


Sucesso de vendas e crítica mundialmente, “A Cabana”, de William P Young ganhou a sua adaptação para o cinema e estreia na próxima quinta, 06 de abril. Lançado em 2007, o best-seller vendeu mais de quatro milhões de cópias apenas no Brasil.

O filme que segue a mesma linha auto-ajuda do livro, respeita todos os clichês sobre fé e espiritualidade que estamos habituados, sendo que em certos momentos consegue discorrer de forma leve e clara sobre o tema, contudo em muitos outros essa leveza se perde com cenas apelativas ou desnecessárias, que o deixam com um ritmo arrastado.

A Cabana | Octavia Spencer e Alice Braga falam de suas personagens

Mack é um homem que carrega o peso da culpa e da dor pelo desaparecimento mal resolvido da sua filha mais nova, Missy (Amélie Eve). Com isso ele acaba por se isolar enquanto sua família está tentando superar o ocorrido juntos. Eles se mostram bem religiosos desde as primeiras sequências, porém Mack é avesso a fé, e com o ocorrido, ele passa seu momento de luto se questionando o porquê Deus permitiu que algo como isso acontecesse com sua filha, que sua família e ele tivessem que passar por algo assim. Nesse momento surge um convite inesperado para voltar ao local onde tudo aconteceu, possesso, sem saber o que aquilo significa, quem o tinha feito, se era um trote ou uma armadilha, ele acaba cedendo ao convite pela sede de justiça.

Através dos personagens que representam a Santíssima Trindade, Papa – como a sua família se refere à Deus – interpretado por Octavia Spencer, Jesus (Aviv Alush) e o Espírito Santo (Sumire) e as experiências que ele experimenta a partir daí, ele começa a rever sua postura em relação ao que está vivendo e sua relação com a fé e a espiritualidade. Contudo essa proposta de reflexão e superação é mostrada de uma forma excessiva, prejudicando a empatia maior que o espectador poderia desenvolver com os personagens e  a história no momento.

O filme ganha pontos com com uma fotografia maravilhosa que evidencia as belos cenários com suas paisagens vivas e incrivelmente belas, que não decepcionam em nenhum momento. Entretanto ele é prejudicado pela trilha sonora que não acompanha o êxito das locações, sendo muito apelativa, mesmo em momentos em que ela não era necessária. Aqui vale a máxima, menos é mais.

A Cabana | Alice Braga da vida à Sabedoria

O grande destaque do filme é obviamente a maravilhosa Octavia Spencer, que quebra mais um tabú em relação à imagem que temos consolidada de Deus. A atriz brasileira Alice Braga, embora com uma participação pequena, conduz uma das cenas mais impactantes e envolventes do filme.

A grande realidade do filme é que ele de fato consegue passar, ainda que de uma forma mais extensa que a necessária a sua mensagem sobre o perdão e a fé espiritual, cabendo ao público filtrar algumas questões que de fato merecem ser refletidas.

Sobre a coletiva:

Atriz Octavia Spencer veio para o Rio de Janeiro para coletiva especial do filme, e Cinema Sim esteve lá para conferir tudinho!

Octávia chegou ao evento por volta de 13h50. Ao ver o batalhão de fotógrafos, brincou: “Nossa, que recepção boa! Só não tirem foto de mim de baixo para cima, isso sim me deixa nervosa.”

Ao ser questionada sobre qual a principal mensagem do filme, Octavia disse: “Acho que Deus mora em tudo e uma das coisas das quais mais gostei de filmar no Canadá foi ver a mão de Deus em toda a beleza natural. O Rio também tem muitas dessas coisas que amo, as montanhas, todo esse cenário paradisíaco…”, comentou ela.

“Amei poder interpretar o Todo-Poderoso e acredito que Deus fez todos nós à sua semelhança e o fato de o escritor incluir latinos, asiáticos e afro-americanos só reforça essa crença e não enfraquece em nada o cristianismo. ” Comentou ela, que também falou sobre o que sua personagem diria ao presidente dos EUA, Donald Trump: “Acho que a mensagem para o Trump seria a mesma para todo mundo: amem uns aos outros.”

Octavia ainda falou sobre ter trabalhado junto com a atriz brasileira Alice Braga, que também está no elenco de “A Cabana”.

“Não tive nenhuma cena com a Alice, mas sou uma grande fã dela. E a cena dela, na verdade, é uma das minhas preferidas no filme”.

Data de lançamento 6 de abril de 2017 (2h 13min)
Direção: Stuart Hazeldine
Elenco: Sam Worthington, Octavia Spencer, Tim McGraw mais
Gênero Drama
Nacionalidade EUA

[yasr_overall_rating size=”medium”]