A Lei da Noite | Crítica


Não é de hoje que Ben Affleck vem acertando em diversos pontos de sua carreira, desde Argo (2012), quando levou o Oscar por Melhor Filme, para quem não sabe, ele mesmo produziu, dirigiu e estreou no longa, que narra o resgate de seis diplomatas durante um conflito no Irã. E desde então ele segue se aventurando por novos projetos, recentemente foi o novo Batman em Batman VS Superman, uma rápida aparição em Esquadrão Suicida, e viveu um assassino profissional no filme o Contador.

Agora, na sua nova empreitada ele é o roteirista, diretor e protagonista do filme A Lei da Noite, uma adaptação de um dos livros de suspense do escritor Dennis Lehane, conhecido por ter uma narrativa violenta e investigativa. Lehane é autor também dos livros Sobre Meninos e Lobos, que foi adaptado para o cinema por Clint Eastwood e rendeu uma indicação de Melhor Filme, além de faturar Melhor Ator e Ator Coadjuvante, e a Ilha do Medo, adaptada por Martin Scorsese.

A Lei da Noite nos leva para Boston, 1920, período em que predominava a Lei Seca nos Estados Unidos, proibindo a fabricação, transporte e comércio de bebidas alcoólicas, e domínio das máfias e os gângsteres nas cidades americanas. O filme narra à história do mafioso Joe Coughlin (Ben Affleck) filho de um capitão de policia de Boston, que tenta estabelecer uma carreira promissora no mundo do crime.

Affleck dá vida a um Coughlin contido e consciente das suas ações, apesar da influencia paterna, ele continua sua vida entre os foras da lei, inicialmente tenta não se envolver com as grandes famílias da máfia, mas após sofrer uma traição se vê obrigado a fazer parte de uma delas. O filme é bem dirigido e em alguns pontos é possível perceber a inspiração nos clássicos do gênero como O Poderoso Chefão (Coppola) e Os Bons Companheiros (Scorsese). O filme deixa no ar o espectro de melancolia e violência, as cenas e enquadramentos seguem uma linha muito elegante, conseguindo extrair beleza até nas imagens mais sangrentas. Porém, diálogos muito longos acabaram atrasando a trama, e deixam o filme um pouco cansado, sem fôlego.

No mais, o novo projeto de Affleck é interessante e cumpre com o propósito de entreter, A Lei da Noite traz bons personagens, reviravoltas (algumas previsíveis) marcantes e para aqueles que são fãs do gênero, vale a pena. Vá sabendo que não é nem um Coppola ou Scorsese.

 

Título original: Live by Night.

Elenco: Ben Affleck, Zoe Saldana, Elle Fannig, Sienna Miller.

Ano: 2016
Duração: 129min.

Direção: Ben Affleck.

Roteiro: Ben Affleck.

Gênero: Crime, Drama.

[yasr_multiset setid=0]