A Múmia | Crítica


Os tempos são outros, as tecnologias também e isso propicia o regaste e atualização de muitas histórias anteriormente contadas. Confiante de que este pode ser um bom momento para reviver muitas delas, a Universal Pictures aposta no desenvolvimento do seu chamado Dark Universe, do qual abre às portas através de sua mais nova versão de “A Múmia” – que tem raízes num filme dos anos trinta e teve uma trilogia de sucesso protagonizada por Brendan Fraser e Rachel Weisz entre 1999 e 2008 – , estrelada por Tom Cruise (Nick) e Sofia Boutella (Ahmanet), o longa dirigido por Alex Kurtzman (Star Trek – 2009) estreou nesta quinta, 08 de junho.

Enquanto escrevo esse texto ainda estou relembrando, fazendo comparações – o que é inevitável – e digerindo o que assisti. É um filme que diverte – as pessoas que assistiram na mesma sessão que eu gargalharam em muitos momentos, é verdade – , porém é um caminho um pouco divergente do seguido na trilogia anterior. Talvez pela necessidade de apresentar não somente a história central, mas também por ter que expandir para o que será explorado através desse novo universo que estão criando. A minha percepção é de que as coisas não ficaram tão naturais nesse sentido. Enquanto no primeiro a principal preocupação é a perseguição de Imhoptep (Arnold Vosloo) e seu desejo de usar Evelyn (Rachel) para trazer de volta a vida a sua amada Ankh-sun-Namun (Patricia Velásquez), no reboot temos uma princesa que demonstra se importar tão somente com a conquista do poder que lhe foi tirado séculos atrás para dominar o mundo, sendo assim a sua única motivação para tudo o que faz.

Eu não sei o que eu imaginei, mas tomou-se um rumo diferente que eu poderia ter pensado. Não se trata de uma sequência, embora parta do pressuposto da descoberta de uma múmia e o que ela é capaz para alcançar o que deseja. Também não é como se fugissem do que já foi mostrado, há inclusive algumas cenas e trechos de diálogos que são muito semelhantes. O fato é que na intenção de trabalhar o lado mais sombrio dessa mitologia, somos conduzidos por um enredo mais raso quanto às histórias de seus personagens, colocando-os no limiar entre o quão prejudicial e o quão benéficos eles podem ser para si e para os outros.

Tom Cruise é um ator de peso, que sabe muito bem como desenvolver e imprimir seu tom dinâmico e aventureiro, independente daqueles que o cercam. Ele de fato é o grande destaque quando se fala das atuações, que seduz e envolve-nos com seu sorriso e olhar travessos. Seu personagem tem muito potencial, porém isso não foi o suficiente para render tudo o que o filme poderia oferecer. Fez falta uma química e sintonia maiores na sua relação com Jenny (Annabelle Wallis), a estudiosa da vez e supostamente seu par romântico. Digo supostamente porque por mais que eles façam o que se supõe ser feito, tem algo que simplesmente não funciona, não convence, talvez seja a impressão de que tudo está sendo atropelado pela ação e humor presentes na maioria das cenas, bem como pela necessidade de consolidar-se em um tempo mínimo de introdução.

O fato é que nem mesmo Sofia teve muito espaço para desenvolver a sua vilã, ficando muito nas caras e bocas e algumas cenas em que demonstra certa força física, entretanto muito aquém de algo realmente assustador. O humor mais leve e genuíno veio do parceiro de Nick, o Sargento Vail (Jake Johnson), inclusive a interação da dupla em cena foi muito boa, estavam sempre em sincronia.

Considerando todos os poréns, o saldo é positivo e ele cumpre o seu papel de entreter e divertir seus espectadores. As cenas de ação foram bem executadas e definitivamente a experiência de Tom soma muito nesse quesito. Acredito que as lacunas possam ser bem trabalhadas para que tenhamos uma sequência com um resultado superior ao estabelecido aqui e tão interessante de acompanhar como é o caso da trilogia com Bredan, que ainda hoje, mesmo já tendo se passado quase 20 anos ainda conquista a atenção do público.

Título Original: The Mummy

Lançamento: 08 de junho

Direção: Alex Kurtzman

Roteiro: David Koepp, Christopher McQuarrie, Alex Kurtzman, Jenny Lumet, Jon Spaihts

Elenco: Tom Cruise, Sofia Boutella, Russell Crowe, Annabelle Wallis, Jake Johnson, Courtney B. Vance

Gênero: Ação, aventura, fantasia, terror

Nacionalidade: EUA

[yasr_overall_rating size=”medium”]