The Breakdown

Data de lançamento 12 de março de 2018 na Netflix (1h 55min) Direção: Alex Garland Elenco: Natalie Portman, Jennifer Jason Leigh, Gina Rodriguez mais Gêneros Ficção científica, Suspense Nacionalidade EUA
9.0

Poucos projetos de ficção científica geram expectativas tão altas quanto o filme ‘Aniquilação’. Primeiro, pelo trabalho em que se baseia: “Aniquilação” de Jeff Vandermeer , o primeiro livro de sua trilogia “The Southern Reach” que se completa com mais dois volumes: “Autoridade” e “Aceitação”. Segundo, pelo diretor que está por trás dessa adaptação. Este é Alex Garland, que em 2014 nos deixou bastante loucos com o fabuloso Ex Machina catapultando Alicia Vikander para a fama.

Aniquilação | CHOCANTE decisão cancela estreia nos cinemas e transfere para Netflix

E em terceiro lugar, peta reação do escritor ao trabalho de adaptação de Garland.

 “O final é impressionante e, de certo modo, diferente do livro, parece o tipo de final que vai manter as pessoas falando sobre isso durante anos … Visivelmente é incrível, é o que eu tenho a dizer, e provavelmente não posso dizer mais nada “. De alguma forma, Vandermeer considera que ele enriqueceu seu trabalho, e se isso vem do homem que produziu a “Bíblia Steampunk”, só pode ser um elogio gigantesco.

No filme, faz décadas que um evento misterioso destinou uma área costeira que agora é conhecida como “Área X”, ao confinamento e sigilo. A natureza selvagem parece ter sido transformada e todo o acesso é proibido, exceto para grupos que são periodicamente enviados para explorar com resultados nefastos.

Um grupo de cientistas formados por especialistas de vários ramos: antropologia, psicologia ou biologia formam a próxima expedição enviada por uma agência estatal. Sua missão será investigar a região, preenchendo um mapa da área, catalogando a flora e a fauna e documentando suas observações, mas nada pode prepará-las para o que encontrarão lá.

Aniquilação é um excelente filme de ficção científica que amplifica o eco do livro do qual parte, e com certeza não foi fácil moldar o seu visual, uma vez que suas anomalias e insinuações sem definição, tornavam quase impossível entender o que está acontecendo.

A partir de um certo momento, o último quarto do filme em particular, o roteiro fica selvagem, e escotilhas dando origem a possíveis sequências se abrem espetacularmente. Atenção aos efeitos especiais, Ex Machina foi coroado com o Oscar nesta categoria e ‘Aniquilação’ abre um novo caminho com a criação de momentos muito impressionantes em que a beleza é essencial ao medo que provocam.

Os filmes que mais faturaram nos EUA EM 2017 tiveram protagonistas mulheres

O elenco é perfeito: Natalie Portman traz para seu personagem todas as camadas que ela precisa para manter um olho em suas relações pessoais e sua paixão por Biologia e, claro, as descobertas que ela gradualmente faz ao entrar no novo mundo.

Jennifer Jason Leigh e Oscar Isaac também funcionam bem em seus respectivos papéis e cada personagem encontra o tom para favorecer o todo. Entre os secundários, encontramos rostos bem conhecidos como os de Tessa Thompson ou  Benedict Wong.

A trilha sonora é sóbria, algo que pode ser justificado a partir da necessidade de não prejudicar o impacto das imagens, mas que em qualquer caso, parece não ter muita força e foi mal trabalhada.

De qualquer forma, a Netflix adicionou ao seu catálogo um filme que gostaríamos de apreciar na tela grande dos cinemas. Esse é um filme que fala sobre relacionamentos, auto destruição e evolução, e com certeza, precisaremos ver suas sequências em breve para aniquilarmos as dúvidas que restaram da primeira parte.

No Comment

Queremos saber o que você achou. Comente!