Um Conto de Natal tem mais de 150 anos e foi escrito pelo romancista inglês Charles Dickens (1812–1870) entre outubro e novembro de 1843 e publicado no jornal da época, acompanhado de ilustrações de John Leech. Adaptado para livro após um tempo, conta a história de Ebenezer Scrooge, um velho ganancioso e sem compaixão que, na noite de Natal, é visitado pelo fantasma do seu ex-sócio, Marley, morto há sete anos, que diz não poder descansar em paz já que não foi generoso durante toda a sua vida. Dessa forma, Marley tenta impedir que Scrooge sofra da mesma lástima e diz a ele que, naquela noite, três espíritos o visitarão: o Espírito dos Natais Passados, o do Natal Presente e o dos Natais Futuros. O primeiro leva Scrooge à sua juventude, quando ainda era apaixonado pela data, enchendo o velho de tristeza com as suas lembranças; o segundo viaja com Scrooge pelas comemorações de Natal que ocorrem naquela noite, incluindo a de Cratchit, empregado de Scrooge, bastante humilde, mas bastante feliz e amorosa; por fim, o último espírito faz com que Scrooge encare o seu futuro, o que acaba perturbando o velho que agora deve decidir se dará um novo rumo à sua vida e evitar o futuro que o aguarda.

A história já foi adaptada diversas vezes para o teatro, a TV e o cinema, além de ter servido como inspiração para a criação de outras histórias. Uma das primeiras adaptações, Contos de Natal (Scrooge, dir. Brian Desmond Hurst), foi lançada em 1951 no Reino Unido, um mês antes do Natal. Alguns anos — e algumas outras adaptações — depois, estreou o filme para a TV Um Conto de Natal (A Christmas Carol, dir. Clive Donner, 1984), com George C. Scott (Patton: Rebelde ou Herói?, Dr. Fantástico ou: Como Aprendi a Parar de Me Preocupar e Amar a Bomba) na pele do Sr. Scrooge. Em 1999, mais um filme para a TV, Conto de Natal (A Christmas Carol, dir. David Hugh Jones), estrelado por Patrick Stewart (X-Men), também foi lançado.

“Os Fantasmas de Scrooge” (A Christmas Carol, 2009) (Foto: Walt Disney Pictures)

No entanto, a adaptação mais popular de Um Conto de Natal talvez seja a animação da Walt Disney Pictures de 2009, Os Fantasmas de Scrooge (A Christmas Carol), dirigida por Robert Zemeckis (da trilogia De Volta para o Futuro) e com as vozes de Jim Carrey (O Show de Truman, Todo Poderoso), Gary Oldman (Harry Potter), Colin Firth (O Discurso do Rei) e Robin Wright (Mulher-Maravilha). A história ainda ganhou novas adaptações nos anos que se seguiram, mas Os Fantasmas de Scrooge continua sendo uma das adaptações mais lembradas.

Outra adaptação da Walt Disney é O Conto de Natal do Mickey (Mickey’s Christmas Carol, dir. Burny Mattinson), lançada em 1983, quando a história completava 140 anos desde a sua primeira publicação. Nessa adaptação, o Sr. Scrooge é interpretado pelo Tio Patinhas que, no original, se chama Uncle Scrooge (“Tio Scrooge”, em tradução livre) e é inspirado pelo personagem ranzinza criado por Dickens. Ainda, Mickey Mouse é Cratchit, o ajudante de Scrooge, e Pateta interpreta o fantasma de Marley, seu ex-sócio. Participam também o Pato Donald, a Margarida e o Grilo Falante.

O Conto de Natal do Mickey (Mickey’s Christmas Carol, 1983) (Foto: Walt Disney Pictures)

Os Muppets também têm sua própria adaptação da história de Scrooge. Em O Conto de Natal dos Muppets (The Muppet Christmas Carol, dir. Brian Henson, 1992), outra produção da Walt Disney Pictures, Michael Caine (A Origem) é o Sr. Scrooge ao lado de Caco, o Sapo, Miss Piggy, Gonzo e muitos outros Muppets, e, embora seja muito fiel à história original, é reinventada com muita música e comédia à la Muppets.

A série Doctor Who, no ar desde 1963 pela BBC, também tem um episódio natalino especial baseado na história. Nele, Amy Pond (Karen Gillan, Guardiões da Galáxia) e Rory Williams (Arthur Darvill, Legends of Tomorrow), recém-casados, estão a bordo de uma nave intergaláctica que está prestes a cair. A única pessoa que pode ajudar, Kazran Sardick (Michael Gambon, Harry Potter), um homem capaz de controlar as nuvens, mas ranzinza e que odeia o Natal, se recusa a fazer isso e, então, o Doutor, interpretado por Matt Smith (O Exterminador do Futuro: Gênesis), viaja no tempo para alterar o passado de Sardick e torná-lo um homem mais gentil. O episódio foi ao ar na noite de Natal de 2010 e foi visto por 12 milhões de pessoas no Reino Unido.

Um Conto de Natal também já serviu de inspiração para a criação de outras histórias. Em Os Fantasmas Contra Atacam (Scrooged, dir. Richard Donner, 1988), Bill Murray (Os Caça-Fantasmas, Feitiço do Tempo) é Frank Cross, um diretor de rede de televisão frio, egoísta e oportunista, que, na véspera de Natal, recebe a visita de um falecido amigo informando-o de que três fantasmas virão ao seu encontro trazendo lições que devem ajudá-lo a se tornar uma pessoa melhor.

Já em Minhas Adoráveis Ex-Namoradas (Ghosts of Girlfriends Past, dir. Mark Waters, 2009), Connor Mead (Matthew McConaughey, Clube de Compras Dallas) é um solteirão mulherengo que, às vésperas do casamento do irmão, passa a ser atormentado por três “fantasmas” de suas ex-namoradas. Juntas, elas tentam descobrir o que transformou Connor no homem que é hoje e se é possível que ele um dia venha a se apaixonar e deixar de ser o homem que já partiu o coração de tantas mulheres.

Após terem se reunido para produzir a série Taboo, de 2017, o ator Tom Hardy (A Origem, Mad Max: Estrada da Fúria), o roteirista Steven Knight (Peaky Blinders, Locke) e o diretor Ridley Scott (Alien: Covenant, Perdido em Marte) se reunirão mais uma vez para produzir uma nova adaptação de Um Conto de Natal, agora no formato de uma série de TV para a BBC. Não há maiores informações sobre quem estará no elenco ou mesmo se Hardy estrelará a produção, como fez em Taboo, mas a estreia está prevista para 2019.

Anterior Top 5 melhores Filmes de Natal para ver com a família
Próximo Educational Essay Topic Ideas

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *