CineSesc realiza a 18ª Retrospectiva do Cinema Brasileiro com o melhor do cinema nacional em 2017


Começa hoje (07), no CineSesc (Rua Augusta, 2.075 — Cerqueira César), em São Paulo, a 18ª edição da Retrospectiva do Cinema Brasileiro, que traz uma seleção com os melhores longas-metragens nacionais lançados entre novembro de 2016 e outubro de 2017, além de curtas e filmes selecionados especialmente para a mostra. A retrospectiva vai até 3 de janeiro de 2018, com ingressos entre R$ 3,50 (para credenciados SESC) e R$ 12,00 (inteira) e também conta com sessões gratuitas — retirada de ingressos para credenciados do Sesc 1h30 antes da sessão e demais públicos 1h antes — e especiais, acompanhadas de debates e bate-papos.

A mostra traz filmes de destaque do ano, como O Filme da Minha Vida, de Selton Mello, Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky, Corpo Elétrico, de Marcelo Caetano, e o pré-indicado ao Oscar 2018Bingo: O Rei das Manhãs, de Daniel Rezende. Também serão exibidos os documentários Divinas Divas, de Leandra Leal, Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé, e Um Filme de Cinema, de Walter Carvalho.

Dentre as sessões especiais, serão exibibos A Margem, filme de 1967 dirigido por Ozualdo Candeias, que abre a mostra; e Entre os Homens de Bem, dos diretores Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros, que realizarão, após a sessão, um debate acompanhados do advogado e ativista dos direitos humanos, Renan Quinalha.

A curadoria é da montadora Cristina Amaral, do crítico Chico Fireman e da equipe do CineSesc.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

 

07/12 — Quinta-feira

15h: Um Casamento (Brasil, 2016, 80 min)

17h: Com os Punhos Cerrados (dir. Luiz Pretti, Pedro Diogenes e Ricardo Pretti, Brasil, 2014, 74 min)

19h: Estopô Balaio (dir. Cristiano Burlan, Brasil, 2016, 78 min)

21h: A Margem (dir. Ozualdo Candeias, Brasil, 1967, 96 min) — sessão de abertura oficial da mostra, gratuita.

A Margem (dir. Ozualdo Candeias) (Foto: Reprodução Internet)

08/12 — Sexta-feira

15h: BR 716 (dir. Domingos Oliveira, Brasil, 2016, 89 min)

17h: Sob Pressão (dir. Andrucha Waddington, Brasil, 2016, 90 min)

19h: Cinema Novo (dir. Eryk Rocha, Brasil, 2016, 90 min)

21h: Martírio (dir. Vincent Carelli, Brasil, 2016, 160 min)

09/12 — Sábado

15h: Olhar Instigado (dir. Chico Gomes e Felipe Lion, Brasil, 2015, 71 min)

17h: Waiting For B. (dir. Paulo Cesar Toledo e Abigail Spindel, Brasil, 2015, 71 min)

19h: Joaquim (dir. Marcelo Gomes, Brasil/Portugal, 2017, 97 min)

21h: Bingo — O Rei das Manhãs (dir. Daniel Rezende, Brasil, 2017, 113 min)

 

10/12 — Domingo

11h: A Família Dionti (dir. Alan Minas, Brasil/Inglaterra, 2015, 97 min) — a sessão faz parte do projeto CineClubinho e será gratuita.

15h: Axé: Canto do povo de um lugar (dir. Chico Kertész, Brasil, 2016, 107 min)

17h: Era o Hotel Cambridge (dir. Eliane Caffé, Brasil/França/Espanha, 2016, 99 min)

19h: O Filme da Minha Vida (dir. Selton Mello, Brasil, 2017, 113 min)

21h: Elis (dir. Hugo Prata, Brasil, 2016, 115 min)

 

11/12 — Segunda-feira

15h: Guerra do Paraguay (Brasil, 2017, 80 min)

17h: Rifle (dir. Davi Pretto, Brasil, 2016, 88 min)

19h: Estopô Balaio (dir. Cristiano Burlan, Brasil, 2016, 78 min)

21h: Comeback (dir. Erico Rassi, Brasil, 2016, 89 min)

 

12/12 — Terça-feira

15h: O Piano Que Conversa (dir. Marcelo Machado, Brasil, 2017, 77 min)

17h: Exodus — De onde eu vim não existe mais (dir. Hank Levine, Brasil/Alemanha, 2017, 90 min)

19h: Clarisse ou alguma coisa sobre nós dois (dir. Petrus Cariry, Brasil, 2015, 84 min)

21h: Mestre Cabelo (Brasil, 2017, 90 min) — sessão gratuita.

 

13/12 — Quarta-feira

15h: Memória em Verde e Rosa (dir. Pedro Von Kruger, Brasil, 2017, 80 min)

17h: Canção da volta (dir. Gustavo Rosa de Moura, Brasil, 2016, 98 min)

19h: As Duas Irenes (dir. Fabio Meira, Brasil, 2017, 89 min)

21h30: Serras da desordem (dir. Andrea Tonacci, Brasil, 2006, 135 min) — O filme será exibido em formato 35 mm, com a presença de Cristina e Ismail Xavier. Sessão gratuita.

 

14/12 — Quinta-feira

15h: Pendular (dir. Júlia Mural, Brasil/Argentina/França, 2017, 108 min)

17h: Vermelho Russo (dir. Charly Braun, Brasil/Rússia, 2016, 90 min)

19h: Quem é Primavera das Neves? (dir. Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado, Brasil, 2017, 75 min)

21h: Waiting For B. (dir. Paulo Cesar Toledo e Abigail Spindel, Brasil, 2015, 71 min) — a sessão será seguida de debate com a presença dos artistas João Simões e Aretha Sadick.

00h: Waiting For B. (dir. Paulo Cesar Toledo e Abigail Spindel, Brasil, 2015, 71 min) — os ingressos online para a sessão já estão esgotados; o Sesc recomenda verificar a disponibilidade na bilheteria.

 

15/12 — Sexta-feira

15h: Beduíno (dir. Julio Bressane, Brasil, 2016, 75 min)

17h: Mais Do Que Eu Possa Me Reconhecer (dir. Allan Ribeiro, Brasil, 2015, 72 min)

19h: Corpo Elétrico (dir. Marcelo Caetano, Brasil, 2017, 94 min)

21h: Entre os Homens de Bem (dir. Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros, Brasil, 2016, 96 min) — Após a sessão, haverá debate com os diretores e Renan Quinalha, advogado e ativista dos direitos humanos. Sessão gratuita.

 

16/12 — Sábado

15h: Comeback (dir. Erico Rassi, Brasil, 2016, 89 min)

17h: Um Filme de Cinema (dir. Walter Carvalho, Brasil, 2015, 108 min)

19h: Sinais de Cinza (dir. Henrique Dantas, Brasil, 2017, 88 min)

21h: As Duas Irenes (dir. Fabio Meira, Brasil, 2017, 89 min)

 

17/12 — Domingo

11h: Jonas e o Circo Sem Lona (dir. Paula Gomes, Brasil, 2015, 82 min) — a sessão faz parte do projeto CineClubinho e será gratuita.

15h: A Gente (dir. Aly Muritiba, Brasil, 2013, 99 min)

17h: Pitanga (dir. Beto Brant e Camila Pitanga, Brasil, 2016, 110 min)

19h: Como Nossos Pais (dir. Laís Bodanzky, Brasil, 2017, 102 min)

21h: Danado de Bom (dir. Deby Brennand, Brasil, 2016, 75 min)

 

18/12 — Segunda-feira

15h: A Cidade Onde Envelheço (dir. Marilia Rocha, Brasil/Portugal, 2016, 109 min)

 

19/12 — Terça-feira

15h: Sob Pressão (dir. Andrucha Waddington, Brasil, 2016, 90 min)

17h: Os Pobres Diabos (dir Rosemberg Cariry, Brasil, 2013, 93 min)

19h: Canção da volta (dir. Gustavo Rosa de Moura, Brasil, 2016, 98 min) — O filme será sequenciado por bate-papo com o psicanalista Pedro Ambra, para discutir as ideias e refletir sobre o filme, aproximando arte e ciência. Sessão gratuita.

 

20/12 — Quarta-feira

15h: Taego Ãwa (dir. Henrique e Marcela Borela, Brasil, 2016, 75 min)

17h: Divinas Divas (dir. Leandra Leal, Brasil, 2016, 110 min)

19h: Rifle (dir. Davi Pretto, Brasil, 2016, 88 min)

21h: Era o Hotel Cambridge (dir. Eliane Caffé, Brasil/França/Espanha, 2016, 99 min)

Divinas Divas (dir. Leandra Leal) (Foto: Reprodução Internet)

 

21/12 — Quinta-feira

15h: Danado de Bom (dir. Deby Brennand, Brasil, 2016, 75 min)

17h: BR 716 (dir. Domingos Oliveira, Brasil, 2016, 89 min)

19h: Bingo — O Rei das Manhãs (dir. Daniel Rezende, Brasil, 2017, 113 min)

21h: Um Filme de Cinema (dir. Walter Carvalho, Brasil, 2015, 108 min)

 

22/12 — Sexta-feira

15h: A Família Dionti (dir. Alan Minas, Brasil/Inglaterra, 2015, 97 min)

17h: A Gente (dir. Aly Muritiba, Brasil, 2013, 99 min)

19h: Pitanga (dir. Beto Brant e Camila Pitanga, Brasil, 2016, 110 min)

21h: Como Nossos Pais (dir. Laís Bodanzky, Brasil, 2017, 102 min)

 

23/12 — Sábado

15h: Cinema Novo (dir. Eryk Rocha, Brasil, 2016, 90 min)

17h: Cidades Fantasmas (dir. Tyrell Spencer, Brasil, 2017, 80 min)

19h: Divinas Divas (dir. Leandra Leal, Brasil, 2016, 110 min)

21h: Corpo Elétrico (dir. Marcelo Caetano, Brasil, 2017, 94 min)

 

26/12 — Terça-feira

15h: Quem é Primavera das Neves? (dir. Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado, Brasil, 2017, 75 min)

17h: Um Casamento (Brasil, 2016, 80 min, documentário)

19h: Vermelho Russo (dir. Charly Braun, Brasil/Rússia, 2016, 90 min)

21h: João, o Maestro (dir. Mauro Lima, Brasil, 2017, 116 min)

 

27/12 — Quarta-feira

15h: Elis (dir. Hugo Prata, Brasil, 2016, 115 min)

17h: Cícero Dias, o compadre de Picasso (dir. Vladimir Carvalho, Brasil, 2016, 79 min)

19h: Pendular (dir. Júlia Mural, Brasil/Argentina/França, 2017, 108 min)

21h: Taego Ãwa (dir. Henrique e Marcela Borela, Brasil, 2016, 75 min)

 

28/12 — Quinta-feira

15h: Com os Punhos Cerrados (dir. Luiz Pretti, Pedro Diogenes e Ricardo Pretti, Brasil, 2014, 74 min)

17h: Joaquim (dir. Marcelo Gomes, Brasil/Portugal, 2017, 97 min)

19h: Axé: Canto do povo de um lugar (dir. Chico Kertész, Brasil, 2016, 107 min)

21h: Martírio (dir. Vincent Carelli, Brasil, 2016, 160 min)

 

29/12 — Sexta-feira

15h: Jonas e o Circo Sem Lona (dir. Paula Gomes, Brasil, 2015, 82 min)

17h: Os Pobres Diabos (dir Rosemberg Cariry, Brasil, 2013, 93 min)

19h: Beduíno (dir. Julio Bressane, Brasil, 2016, 75 min)

21h: Mais Do Que Eu Possa Me Reconhecer (dir. Allan Ribeiro, Brasil, 2015, 72 min)

 

30/12 — Sábado

15h: Clarisse ou alguma coisa sobre nós dois (dir. Petrus Cariry, Brasil, 2015, 84 min)

17h: A Cidade Onde Envelheço (dir. Marilia Rocha, Brasil/Portugal, 2016, 109 min)

19h: Exodus — De onde eu vim não existe mais (dir. Hank Levine, Brasil/Alemanha, 2017, 90 min)

21h: O Filme da Minha Vida (dir. Selton Mello, Brasil, 2017, 113 min)

 

02/01 — Terça-feira

15h: Sinais de Cinza (dir. Henrique Dantas, Brasil, 2017, 88 min)

17h: Olhar Instigado (dir. Chico Gomes e Felipe Lion, Brasil, 2015, 71 min)

19h: Cícero Dias, o compadre de Picasso (dir. Vladimir Carvalho, Brasil, 2016, 79 min)

21h: João, o Maestro (dir. Mauro Lima, Brasil, 2017, 116 min)

 

03/01 — Quarta-feira

15h: Cidades Fantasmas (dir. Tyrell Spencer, Brasil, 2017, 80 min)

17h: O Piano Que Conversa (dir. Marcelo Machado, Brasil, 2017, 77 min)

19h: Guerra do Paraguay (Brasil, 2017, 80 min)

21h: Memória em Verde e Rosa (dir. Pedro Von Kruger, Brasil, 2017, 80 min)