Conheça Shazam! | O que esperar dessa nova leva de filmes de heróis da DC


Shazam!, ou seu alter ego Billy Batson, foram criados em 1939/1940 e publicados pela editora Fawcett Comics, depois adquirida pela DC. Na época o herói levava a alcunha de Capitão Marvel e após uma longa briga judicial, o nome foi trocado para SHAZAM, que são as iniciais de seis seres mitológicos que dão os poderes à Billy: a sabedoria de Salomão, a força física de Hércules, a resistência e invulnerabilidade de Atlas, os poderes mágicos envolvendo trovões de Zeus, a coragem de Aquiles e a velocidade e o voo de Mercúrio.

Origem explicada, vamos ao que deve ser o filme da Warner/DC que dessa vez investe em um herói desconhecido, algo que deu muito certo com os Guardiões Da Galáxia. Todo material divulgado até agora mostra um ambiente infantil, divertido e longe da escuridão de Snyder.

Geoff Johns e os Novos 52

A provável inspiração para o filme foi publicada recentemente e conta a história de Billy Batson, um garoto de coração puro, porém problemático e que não consegue lidar bem com o fato de ser órfão. Sempre afastando possíveis pais adotivos e afirmando que não precisa de uma família, porém tudo muda quando ele é adotado pelos Vasquez (um casal que já adotou Mary, Freddie, Eugene, Pedro e Darla). Todo esse núcleo já apareceu na divulgação do filme, o que nos dá a certeza que a trama será a mesma dos Novos 52.

Nos quadrinhos, Billy recebe os poderes do Mago Shazam em uma busca desesperada por um novo campeão para derrotar Adão Negro, recém despertado. Como a presença de Dwayne Johnson foi descartada, a origem deve ter uma leve alteração, mas fotos divulgadas na EW mostram cenas quase idênticas a passagens nas primeiras edições de Shazam nos Novos 52.

A família Shazam

Tão importante quanto o próprio herói, a família tem um papel relevante na trajetória de Shazam. Tanto que, no meio da história, Billy distribui seus poderes entre os irmãos adotivos e todos viram super-heróis (nossa aposta é que isso não deve ocorrer nesse longa). Como a ideia é iniciar uma franquia, com ares juvenis, é possível que a Família Shazam apareça apenas no futuro, assim como os vilões dos sete pecados capitais que também fazem parte de todo o arco inicial de Geoff Johns, conhecido principalmente por seus trabalhos (nos quadrinhos) com os personagens Lanterna Verde e Flash.

Aposta do momento: o filme tem tudo para ser uma ótima mistura entre Quero Ser Grande e Superman – O Filme.