Contraponto | Conheça a história de Alice no País da Psicose (Topflix)


“Grande parte das coisas que perturbaram os espectadores no filme foram trazidas por eles mesmos para a sala do cinema. Se você conseguir voltar a pensar como uma criança, o filme, aí sim, irá tornar-se pura alegria.” essas foram palavras ditas por Terry Gilliam, diretor e também um dos roteiristas do filme, e se decidirem ver Contraponto (Tideland), levem isso ao pé da letra.

shot03

Conhecemos a pequena Jeliza-Rose (Jodelle Micah), filha de  Noah um rockstar drogado (Jeff Bridges) com uma groupie (Jennifer Tilly) ainda mais drogada. Ela é desprezada pela mãe, mas  vive num mundo de fantasia alimentado pelo pai, o desejo deles é ir para Jutlândia, terra dos vikings. toda essa conversa acontece enquanto Jeliza-Rose prepara a dose de heroína a ser usada pelo pai. Contudo a morte repentina da mãe muda os planos dos dois, que partem para casa dos pais de Noah.

061008012045_f0c5wtznjr

Baseado no livro homônimo de Mitch Cullin, o roteiro foi escrito por Terry Gilliam e Jeremy Thomas. Temos uma história grotesca, bizarra. Jeliza-Rose enfrenta todo tipo de situação que paralisaria qualquer adulto traumaticamente, contudo a menina enfrenta as situações como se estivesse brincando. E seus próprios atos reforçam esse ambiente, amizade dela com 5 cabeças de bonecas que têm personalidades e vozes completamente diferentes, enriquecem o universo tão particular da garota. E é a partir de toda essa bizarrice tomada de uma forma natura, que ela descobre o mundo, que com certeza para a maioria será grotesca, mas para aqueles que conseguirem ver, será de uma delicadeza ímpar. Amor, rejeição, saudade, conflitos, tudo que podemos esperar numa boa história. Há semelhanças claras com Alice no país das maravilhas, mas, com certeza, o mundo de Jeliza-Rose faria Alice ter medo.

shot17

Com direção do próprio Gilliam que parece se identificar muito bem com as situações vividas pela personagem, é um ótimo trabalho, em alguns momentos o filme parece arrastado, mas isso pode ser proposital, para dar dimensão ao que acontece.  O que mais chama atenção é a ambientação, a natureza é linda, cores claras, tudo muito harmônico. Já as casas, e qualquer intervenção humana, são velhas, desgastadas, feias e sujas, o que nos faz aumentar o medo do que está por vir.

tideland1

Quanto ao elenco, Jodelle Micah rouba a cena como a Jeliza-Rose, não só por ser a personagem principal, mas pela entrega perceptível da jovem atriz ao papel. Já o veterano Jeff Bridges faz o que se espera dele, um trabalho excelente, me lembrou muito o seu papel em “O grande Lebowski”. Brendan Fletcher como o deficiente Dickens faz bem a ponte de Jeliza-Rose com o mundo exterior, Janet McTeer faz Dell a irmã de Dickens, instável, uma hora muito amável, outras raivosa, é uma personagem complexa e desperta os mais diferentes sentimentos na personagem principal.

Contraponto é bizarro, grotesco, mas ao mesmo tempo delicado e suave. E , acreditem, Gilliam tem razão, é preciso se tornar uma criança para entrar nesse mundo e se divertir.

Veja o Trailer: