Crítica | Eddie The Eagle – Voando Alto


Emocionante, engraçado e divertido, o drama esportivo “Eddie The Eagle”, conta a história real do jovem britânico, Michael Edwards, que se torna o primeiro saltador de esqui do Reino Unido durante os Jogos Olímpicos de Inverno em 1988.

Eddie-the-Eagle-636731

A trajetória de Eddie começa logo na infância, após um tratamento longo no joelho, Eddie (Taron Egerton) sonha em ser um atleta olímpico, e que um dia iria participar de uma Olimpíada de verdade.  Então ele começa a se preparar para isso, mesmo sem saber em que modalidade ou esporte ele iria competir.

video-eddie-the-eagle-uk-trailer-1-superJumbo

Todos estão contra ele (exceto sua mãe), é ridicularizado por todos, até as suas chances lhe dizem não, desastrado e míope, ele se machuca e quebra diversas vezes os seus óculos, mas isso não o faz desistir. Muito pelo contrário. Então em 1986, apenas dois anos antes das Olímpiadas, ele resolve ir atrás do seu sonho, Eddie estava decidido a se tornar um saltador de esqui.

Sem o menor treinamento, patrocínio, habilidade, e apenas com poucas economias, Eddie “The Eagle” provou que desistir não é uma opção. E na vida, temos lutar para realizar os nossos sonhos, e acreditar que somos capazes (Acreditar!), mesmo quando todos apontam o dedo dizendo “Não”.

Durante essa busca, Edwards consegue hospedagem no maior centro de treinamento para saltadores de esqui, na Alemanha, lá ele conhece Bronson Peary (Hugh Jackman, nosso eterno Wolverine), um ex-saltador de esqui que largou o atletismo no auge devido a de sua arrogância e indisciplina e bebedeiras. Peary se encanta com a persistência do jovem, e resolve ser seu treinador. Detalhe, na história real, esse personagem não existe.

11744693

O filme conta também, com paisagens incríveis, montanhas e cenários surreais, e quem tem medo de altura ficará um pouco abismado com as cenas de salto. O diretor Dexter Fletcher (Kick Ass – Quebrando Tudo), conseguiu uma perfeita harmonia entre a abordagem cômica e dramática do filme, conta uma história de luta com alegria. Os personagens estão levemente hilários e caricatos, desde o tique de Eddie (atuação de Taron surpreendente) com os óculos ao humor negro britânico.

A trilha sonora, composta por Matthew Margeson, é outra maravilha do filme, completamente fluida e em total sinergia com as cenas e os personagens.

Preciso dizer, Voando Alto é uma surpresa boa neste início de 2016, a direção de Fletcher nos leva ao lugar certo, e tudo nos faz acreditar que realmente é possível alcançar o impossível.

As locações são frias, claras como a neve e nos remetem somente ao foco e a determinação, nada demora de acontecer, mas isso não torna a missão do protagonista fácil, tenho que confessar, sai do cinema sorrindo, é lindo de ver!

Eddie-the-Eagle-Poster

 

Direção: Dexter Fletcher.

Roteiro: Simon Kelton.
Elenco: Taron Egerton, Hugh Jackman, Christopher Walken, Tim McInnerny.
Gênero: Drama, Biografia, Comédia, Esporte.
Produtoras: Marv Films, Saville Productions, Studio Babelsberg.
Distribuidora: Fox Filmes.
Estreia: 31 de Março de 2016 (Brasil).

Duração: 1h46m.

[yasr_multiset setid=0]