Crítica| Joy O nome do Sucesso


Após estarem juntos em “Trapaça” (2013) e o “Lado bom da Vida” (2012), filme que rendeu o Oscar de Melhor Atriz para Lawrence, e oito indicações no total, os atores Jennifer Lawrence, Robert De Niro e Bradley Cooper se reúnem no mais novo filme do diretor David O. Russell, “Joy O nome do Sucesso”.

20151202-joy-615x329

 O longa, conta a história real da inventora americana Joy Mangano (Lawrence). Filha de pais separados, Rudy (Robert De Niro) e Terry (Virginia Madsen), divorciada e mãe de três crianças, Mangano se vê sem perspectiva de futuro, cheia de dívidas, e tendo que aturar uma família conturbada.

É neste cenário que ela decide investir na sua ideia, o “Miracle Mop” (esfregão milagroso) em meados nos anos 90. Ela não sabia disso na época, mas seria responsável por mais de 100 patentes registradas e se consagraria como inventora e empresária de sucesso.

028431.jpg-c_640_360_x-f_jpg-q_x-xxyxx

Com certeza é um filme intrigante, você torce internamente para o sucesso de Joy, primoroso e bem dirigido, não espere personagens caricatas ou diálogos complexos, é uma obra que exala simplicidade, e atinge o êxito. Um aspecto que deixa a desejar é a trilha sonora, feita pelos compositores, West Dylan Thordson e o canadense David Campbell, passa despercebida.

Apesar de não estar concorrendo ao Oscar de Melhor Filme este ano, “Joy” relata uma história real de sucesso, prova que pessoas comuns que vivem dramas reais, em situações desesperadoras, podem vencer. “Joy O nome do Sucesso” estreia no dia 21 de janeiro de 2016 nas telonas de todo o país.

 

Ficha Técnica

Título Original: Joy

Elenco: Jennifer Lawrence, Robert De Niro, Bradley Cooper, Edgar Ramirez, Isabella Rossellini. 
Direção: David O. Russell.

Duração: 124 minutos.

[yasr_multiset setid=0]