Curta! homenageia Simone de Beauvoir no aniversário de 30 anos da morte da escritora


Na Quinta do Pensamento, 14, o Curta! presta uma homenagem à filósofa, escritora e ícone do feminismo, Simone de Beauvoir.  No aniversário de 30 anos de sua morte, o canal exibe  o documentário “Simone de Beauvoir – Uma Mulher Atual”, que traz recortes de momentos importantes de sua vida, mesclando depoimentos de pessoas próximas e da própria Simone, além de imagens de arquivo e textos de sua autoria. Dirigido por Dominique Gros, o filme aborda ainda a relação com o filósofo Jean-Paul Sartre; seu envolvimento na guerra da Argélia; a viagem aos Estados Unidos e a publicação de seu livro mais conhecido: “O Segundo Sexo”, considerado um dos marcos iniciais do movimento feminista.

Último episódio inédito da série “Blues”, “Piano Blues”, é a atração da Segunda de Música, 11. Dirigido por Clint Eastwood, a obra aborda a variação do gênero que usa o piano como instrumento principal. No documentário, o cineasta explora sua paixão pelo instrumento – que ele também toca – usando imagens históricas e entrevistas para contar o papel do piano na história do blues. O episódio conta ainda com performances ao vivo de craques do piano como Ray Charles, Dave Brubeck, Dr. John e Marcia Ball.

A Terça das Artes, 12, traz o episódio “21” da série “Grupo Corpo – Repertório”. Dirigido por Cláudia de Brito Ribeiro de Oliveira, o documentário explora os bastidores do espetáculo criado em 1992 e que foi um divisor de águas na história do Grupo Corpo. Depois de atuar por uma década com temas musicais pré-existentes, com este balé, a Companhia mineira volta a trabalhar com uma música especialmente composta para ela. Da teia de combinações rítmicas e timbrísticas em torno do número 21, contida nas partituras criadas por Marco Antônio Guimarães – diretor artístico do Uakti -, o coreógrafo Rodrigo Pederneiras cria uma escritura coreográfica cujo pulso, ou impulso, é de transpiração matemática.

Adaptação dos livros “Máquina de Pinball” e “Vida de Gato”, de Clara Averbuck, o filme “Nome Próprio” é a atração da Quarta de Cinema, dia 13. Com  Leandra Leal, Juliano Cazarré e Gustavo Machado, o drama conta a história de Camila (Leandra Leal), uma escritora de blog compulsiva que busca fazer da sua vida uma narrativa. Intensa, ela usa a literatura como seu meio de libertação, mas acaba se isolando cada vez mais em seu universo.

Ainda dia 13, o “A Vida É Curta!” traz filmes biográficos. O primeiro, “Thomaz Farkas, Brasileiro”, de Walter Lima Júnior, aborda a vida do fotógrafo húngaro, um expoente da história do documentário brasileiro. Logo depois, “Booker Pittman”, de Rodrigo Grota, mostra a passagem do saxofonista americano pela Londrina dos anos 50. Fechando a faixa, o documentário “Angeli 24h”, de Beth Formaggini, sobre o cartunista Angeli, destaca sua  obsessão pelo trabalho e na crise entre ser um artista da cultura pop, produzindo diariamente novas charges e tirinhas para várias mídias, e ao mesmo tempo exigindo de si mesmo radicalidade e capacidade de se renovar, sempre botando o dedo na ferida.

Na Sexta de Sociedade, 15, é a vez de “Marighella”. Com direção de Isa Grispum Ferraz, sua sobrinha, o longa traça o perfil histórico e afetivo do autor de “Manuel do Guerrilheiro Urbano” e principal inimigo da ditadura brasileira. Entre outros fatos marcantes da vida do líder comunista, o documentário aborda as prisões e torturas sofridas por Carlos Marighella; também pintado como mulato, baiano, poeta, amante de samba, praia e futebol.

SEGUNDA DA MÚSICA

“Blues” – Episódio “Piano Blues” (série)

Clint Eastwood faz uma homenagem ao piano blues, estilo que usa o piano como principal instrumento musical. O renomado diretor conta como a música desempenha um papel importante em seus filmes. Ele ainda conversa com verdadeiras lendas do blues como Ray Charles, que revela como se interessou pela música e confessa sua paixão pelo boogie-woogie.

Diretor: Clint Eastwood

Duração: 92min. Ano: 2003

Exibição: 11 de abril, segunda-feira, às 22h15m

Horários alternativos: Dia 12 de abril, terça-feira, às 2h25mh e às 16h15m / Dia 13 de abril, quarta-feira, às 10h15mh/ Dia 17 de abril, domingo, 0h

Classificação: Livre

TERÇA DAS ARTES

Grupo Corpo – Repertório – “21”

Um divisor de águas na história do Grupo Corpo. Depois de atuar por uma década com temas musicais pré-existentes, com este balé, a Companhia mineira volta a trabalhar com música especialmente composta. Da teia de combinações rítmicas e timbrísticas em torno do número 21, contida nas partituras criadas por Marco Antônio Guimarães – diretor artístico do Uakti-, o coreógrafo Rodrigo Pederneiras cria uma escritura coreográfica cujo pulso, ou impulso, é de transpiração matemática. O resgate da ideia de trabalhar com trilhas especialmente compostas, permite também que o Grupo Corpo avance na investigação de um vocabulário próprio identificado com suas raízes brasileiras.

Diretor: Cláudia de Brito Ribeiro de Oliveira

Duração: 52 min. Ano: 2015

Estreia: 12 de abril, terça-feira, às 23h05m

Horários alternativos: Dia 13 de abril, quarta-feira, às 3h05m e às 17h05m / Dia 14 de abril, quinta-feira, às 11h05m / Dia 16 de janeiro, sábado, às 12h

Classificação: Livre

QUARTA DE CINEMA

O “A Vida é Curta” desta semana exibe curtas cinebiográficos

Nesta semana, o “Vida É Curta!” vai exibir filmes biográficos começando por “Thomaz Farkas, Brasileiro”, de Walter Lima Júnior, sobre o fotógrafo húngaro, um expoente da história do documentário brasileiro. Logo depois, “Booker Pittman”, de Rodrigo Grota, mostra a passagem do saxofonista americano pela Londrina dos anos 50. Fechando a faixa o documentário “Angeli 24h”, de Beth Formaggini, sobre o cartunista Angeli, foca na obsessão dele pelo trabalho e na crise entre ser um artista da cultura pop, produzindo diariamente novas charges e tirinhas para várias mídias, e ao mesmo tempo exigindo de si mesmo radicalidade e capacidade de se renovar, sempre botando o dedo na ferida.

Exibição: 13 de abril, quarta-feira, às 20h

Horários alternativos: Dia 14 de abril, quinta-feira, às 0h e às 14h / Dia 15 de abril, sexta-feira, às 8h / Dia 16 de abril, sábado, às 6h.

Classificação: Livre

“Nome Próprio” (ficção)

Camila (Leandra Leal) tem a escrita como sua grande paixão. Intensa e corajosa, ela busca criar para si uma existência complexa o suficiente para que possa escrever sobre ela. Ela escreve compulsivamente em um blog, só que isto faz com que também fique isolada.

Diretor: Murilo Salles

Duração: 120 min. Ano: 2007

Exibição: 13 de abril, quarta-feira, às 22h

Horários alternativos: Dia 14 de abril, quinta-feira, às 2h e às 16h / Dia 15 de abril, sexta-feira, às 10h / Dia 16 de abril, sábado, às 8h55m

Classificação: 14 anos

QUINTA DO PENSAMENTO

“Simone de Beauvoir – Uma Mulher Atual” (Documentário)

O documentário evoca a personalidade da romancista, filósofa, ativista política e feminista. O filme vai ao encontro desta mulher, em toda a sua riqueza e complexidade, à luz de um período rico em mudanças.

Diretor: Dominique Gros

Duração: 52 min Ano: 2007

Exibição: 14 de abril, quinta-feira, às 20h

Horários alternativos: Dia 15 de abril, sexta-feira, às 0h e às 14h/ Dia 16 de abril, sábado, às 11h / Dia 17 de abril, domingo, às 22h

Classificação: Livre

SEXTA DA SOCIEDADE

“Marighella” (documentário)

Líder comunista, vítima de prisões e tortura, parlamentar, autor do mundialmente traduzido “Manual do Guerrilheiro Urbano”, Carlos Marighella atuou nos principais acontecimentos políticos do Brasil entre os anos 1930 e 1969, e foi considerado o inimigo número 1 da Ditadura militar brasileira. Mas quem foi esse homem, mulato baiano, poeta, sedutor, amante de samba, praia e futebol, cujo nome foi por décadas impublicável? O filme, dirigido por sua sobrinha, é uma construção histórica e afetiva desse homem que dedicou sua vida a pensar o Brasil e a transformá-lo através de sua ação.

Duração: 100 min. Ano: 2011

Exibição: 15 de abril, sexta-feira, às 22h

Horários alternativos: Dia 16 de abril, sábado, às 1h45m e às 22h / Dia 17 de abril, domingo, às 10h05m/ Dia 18 de abril, segunda-feira, às 16h.

Classificação: Livre

 

Sobre o Curta!

Dedicado às artes, cultura e humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores independentes. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, os principais segmentos temáticos da programação são música, dança, teatro, artes visuais, meta-cinema, filosofia, literatura, história-política e sociedade.

O Curta! pode ser visto nos canais 56 da NET, 83 na GVT, 75 na Oi TV, 103 na Vivo TV e 69 na Claro TV.