Nota:

Data de lançamento 17 de maio de 2018 (2h 00min) Direção: David Leitch Elenco: Ryan Reynolds, Josh Brolin, Morena Baccarin mais Gêneros Ação, Comédia , Aventura Nacionalidade EUA
9.0

mercenário piadista retorna pelas mãos de Ryan Reynolds em Deadpool 2 , tão irreverente quanto o seu antecessor, esse incorpora novos personagens como ‘Cable’ e ‘Dominó’. Mais uma vez, o seu humor desbocado e auto-conhecimento o leva a executar algumas das piadas mais engraçadas e inesperadas já nos créditos de abertura.

Dessa vez Wade Wilson planeja criar uma família com sua amada Vanessa, quando uma tragédia invade sua casa e seu mundo desaba. A partir daí Deadpool desiste de tudo e busca uma boa morte, apesar de saber que isso seria praticamente impossível. Nessa jornada melancólica, Wade se vê obrigado a tentar mais uma vez a fazer a coisa certa em sua vida, embora com relutância, indo na trilha do destruidor Cable, um viajante do tempo decidido a colocar um fim na vida de ‘Russell’, um mutante cujos poderes estão dando muito trabalho no futuro.

Para salvar a criança, Deadpool decide criar um esquadrão de elite de mutantes interpretados pelos atores Zazie Beetz, Lewis Tan, Brianna Hildebrand, Bill Skarsgard,  Shioli Kutsuna,  Stefan Kapicic,  Terry Crews e Rob Delaney.

Apesar de toda a comédia característica da produção, há um drama pessoal que desencadeia a ação nessa sequência. Talvez, essa seja uma das maiores surpresas do longa.

Parte da piada dessa vez está na própria concepção da trilha sonora, em que o tema assinado por Celine Dion “Ashes” torna-se uma brincadeira metalingüística brilhante,  onde a famosa cantora ri de si mesma e de seu papel como um ícone dramático dos anos 90.

Confira o clipe:

O esforço certamente valeu a pena: há muitas surpresas que não foram divulgadas (novos personagens hilários, participações, o destino do grande elenco que compõe a X-Force …) tanta coisa acontecendo para você se deliciar na poltrona de cinema.

Dirigido por David Leitch, criador de alguns dos melhores e mais emblemáticos filmes de ação entre os quais podemos dizer John Wick ou Atomic . Aqui não abaixa a guarda nem meio milímetro, embora seja verdade que há uma maior dependência do CGI para a criação das coreografias mais loucas.

O filme reduziu drasticamente o tom no conteúdo sexual, algo que é muito apreciado pela crítica em geral. Como bem expressou Reynolds e Brolin em uma entrevista recente, “O processo de elaboração,  Deadpool 2  tem sido como no primeiro. Cada um apresenta diferentes gags e os outros melhoram. O tom que encontramos, raramente discordamos”.

“Há coisas que eu adoraria jogar no mundo, mas elas poderiam nos colocar na cadeia e há coisas que estão no limite”, comentou o protagonista, mas também produtor e co-roteirista do filme”.

Nesta sequencia, seu personagem, é claro, uma máquina de deboche atirando para todas as direções: os X-Menés especialmente Wolverine ainda estão em sua mira e têm alguns esboços que são pura glória, mas também há um espaço reservado para falar apenas da DC , Disney  e até mesmo da Marvel.

Em suma, o filme perdeu um pouquinho de frescura: agora o público já conhece o personagem, suas explosões, sua capacidade de quebrar a quarta parede e seu cinismo. Mas o roteiro ainda tem momentos hilários e memoráveis. Em geral, ele se apóia bem nos personagens secundários como  Karan Soni  como o taxista Dopinder ou os novos rostos que povoam a tela, apesar de ‘Fist of Fire’ ( Julian Dennison ) não ser um de seus pontos fortes. A química entre os personagens de Ryan Reynolds e Josh Brolin é clara e a decisão de não a usar a cena pós-créditos para avançar o que virá no futuro, mas para permitir que o espectador se contorça de tanto rir, foi impecável.

Ele pode não ser constante durante as duas horas de filmagens, ou seu drama pode não nos convencer totalmente, mas, é inteligente e muito mais insano que o antecessor. É uma comédia bastante sólida que irá satisfazer os fãs e aqueles que procuram por esse descaramento e insolência que só Deadpool consegue transmitir.

Anterior Paraíso Perdido | Crítica
Próxima Deadpool 2 | Crítica 2

Sem Comentários

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *