Elenco de Guardiões da Galáxia se posiciona a favor de James Gunn


O elenco de Guardiões da Galáxia divulgou em conjunto uma carta aberta defendendo e se posicionando a favor de James Gunn, diretor e roteirista de Guardiões da Galáxia Vol. 1 e 2. O “pai” dos Guardiões no Universo Cinematográfico da Marvel foi demitido na semana passada pela Disney depois de ser denunciado por causa de tweets com teor pedófilo feitos em 2009.

A carta aberta foi divulgada por Chris Pratt e seus colegas em suas redes sociais pessoais. Enquanto alguns pediram a volta do diretor para Guardiões 3, outros se contentaram apenas em publicar e atestar que estão do lado dele, utilizando a hashtag #WeAreGroot. Confira os depoimentos de alguns deles e a carta completa traduzida logo abaixo:

Chris Pratt/Pom Klementieff:Ainda que eu não apoie as piadas inapropriadas de James Gunn há alguns anos, ele é um bom homem. Eu pessoalmente adoraria vê-lo de volta para dirigir o Volume 3. Se puder, leia o comunicado – assinado por nosso elenco inteiro.

Zoe Saldana: Se puderem, leiam a declaração escrita e assinada pelo elenco de Guardiões da Galáxia em apoio à recontratação de James Gunn como diretor de Guardiões da Galáxia Volume 3.

Para nossos fãs e amigos: nós apoiamos James Gunn completamente. Todos ficamos chocados com sua demissão abrupta na última semana, e intencionalmente esperamos dez dias para dar uma resposta para podermos pensar, rezar, ouvir e discutir. Nesse tempo, fomos encorajados pelo incrível apoio de nossos fãs e membros da mídia que gostariam de ver James recolocado como o diretor do Volume 3 – ao mesmo tempo que fomos desencorajados com as respostas que vieram daqueles que facilmente acreditaram nas teorias da conspiração que o cercavam.

Estar nos filmes de Guardiões da Galáxia foi uma honra em cada uma de nossas vidas. Não podemos deixar esse momento passar sem expressar nosso amor, apoio e gratidão por James. Não estamos aqui para defender suas piadas de anos atrás, mas sim compartilhar nossas experiências tendo passado muitos anos ao seu lado no set de Guardiões da Galáxia 1 e 2. A personalidade que ele apresentou ao lidar com a demissão é consistente com o homem que ele era todos os dias no set, e nós acreditamos que suas desculpas – agora e anos atrás, quando foi inicialmente confrontado com suas afirmações – sejam do coração. Um coração que todos nós conhecemos, confiamos e amamos.

Ao nos escalar para lhe ajudar a contar essa história de baderneiros que encontram redenção, ele mudou nossas vidas para sempre. Acreditamos que o tema de redenção seja mais do que relevante agora. Cada um de nós está ansioso para trabalhar novamente com nosso amigo James no futuro. Sua história ainda não acabou – e nem está perto disso.

Há um processo em andamento no tribunal da opinião pública. James com certeza não será a última pessoa a ser colocada em julgamento. Dado o crescimento da disparidade política nos Estados Unidos, é certo dizer que isso provavelmente continuará – ainda que esperamos que os norte-americanos de diversos espectros políticos possam pegar mais leve no assassinato de personagens públicos e parar de transformar a mentalidade de rebanho em uma arma.

É nossa esperança que o ocorrido possa servir de exemplo para cada de nós perceber a grande responsabilidade que temos, conosco e com os outros, tratando-se de nossas palavras escritas que são gravadas nas pedras digitais; e que como sociedade possamos aprender com essa experiência e, no futuro, pensar duas vezes no que queremos expressar; e que também possamos talvez utilizar essa habilidade para ajudar e curar ao invés de machucarmos uns aos outros.

Obrigado por ter tirado seu tempo para ler nossas palavras. Assinado, os Guardiões da Galáxia

Entenda o caso:

Gunn se tornou alvo de muitas críticas quando suas publicações antigas voltaram à tona. “Eu gosto quando menininhos me tocam no meu lugar esquisito”, tuitou o diretor em um dos posts apagados.

A sequência de mensagens ofensivas foi divulgada nesta quinta (19) por um usuário do twitter. Os posts mostram o diretor fazendo piadas com pessoas portadoras de HIV, estupro, pedofília. Ele chegou a brincar sobre estuprar uma amiga enquanto ela dormia. Confira:

Tweets - James Gunn

1 – “Rir é o melhor remedio. é por isso que eu rio de pessoas com AIDS”

2 – “Acabei de fazer uma piada sobre sodomizar a minha amiga quando ela estava dormindo”

3 – “Eu queria caçar animais de grande porte, mas sei que isso é moralmente questionável. Então estou indo atrás de caçar alguém para estuprar”.

Em outros prints divulgados pelo usuário Jack Posobiec, ele brinca com o NAMBLA, que é uma organização americana que defende a ideia de que crianças podem manter relações sexuais com adultos. “Eu me lembro da minha primeira reunião do NAMBLA. Foi a primeira vez que me senti bem sendo quem eu sou”, diz ele.

Em seu perfil pessoal, o diretor comenta que as piadas eram apenas brincadeira e que ele gostava de provocar com tabus. “Muitas pessoas que acompanharam minha carreira sabem quando eu comecei, me via como provocador, fazendo filmes e contando piadas ultrajantes e falando de tabus”, escreveu ele em uma série de tweets.

“Como tenho discutido publicamente muitas vezes, como desenvolvi como pessoa, também tenho meu trabalho e meu humor. No passado, pedi desculpas por minhas piadas ferirem as pessoas. Eu realmente senti pena e quis dizer cada palavra de minhas desculpas”, disse Gunn.

Guardiões da Galáxia Vol.3, agora sem diretor definido, chega aos cinemas em 2020. Isso se a Marvel não mudar a data de lançamento.