O Crô está de volta às telonas! O personagem queridinho da novela Fina Estampa (2011) de Aguinaldo Silva, Crodoaldo Valério, Crô, para os íntimos, caiu no gosto popular, e mostrou que veio mesmo para ficar! Após o grande sucesso de bilheteria de 2013, com o longa Crô: O Filme, Marcelo Serrado volta a interpretá-lo agora em Crô em Família, com a direção de Cininha de Paula.

Durante a pré-estreia em Salvador conversamos com os atores Marcelo Serrado e Jefferson Schroeder sobre o retorno de Crô. Confira este bate-papo exclusivo no Cinema Sim!

Jefferson Schroeder e Marcelo Serrado

Como foi a preparação para voltar a interpretar o mesmo personagem depois de tanto tempo? Teve alguma dificuldade?

Difícil, mas foi uma preparação, revi muita coisa que eu tinha feito do primeiro filme, e da novela para poder lembrar o personagem. Mas ele parecia que estava na gaveta sabe? Quando a gente coloca a roupa dá um frescor assim, volta tudo.

Crô é o primeiro personagem de novela a fazer tanto sucesso, que ganhou dois filmes! Quando você interpretou o Crô na novela, imaginou que ele seria tão bem recebido pelo público?

MS: Nunca imaginei que ele ia fazer o sucesso que ele fez, a gente nunca tem essa bola de cristal. Existia uma ideia que o personagem fosse ser bacana e tudo, mas não imaginei isso não. Esse personagem não é meu, é do povo.

Na sua opinião qual o segredo do sucesso do Crô?

MS: Ele é engraçado, é divertido, e ao mesmo tempo dá vontade de colocar ele no colo, abraçar ele. As crianças se divertem com ele, recebi muitos vídeos de crianças com gravatinhas. E Aguinaldo Silva também criou um personagem singular.

O primeiro filme levou quase dois milhões de pessoas ao cinema, qual a expectativa para Crô 2?

MS – A expectativa é a melhor possível, apesar de a gente viver em outro país agora né. Outro Brasil agora de crise né, mas eu e Jefferson estamos aqui divulgando. Estamos fazendo o nosso trabalho. Eu acho que o público gosta, o filme é divertido, e se propõe a isso, entreter.

Percebemos que você e o Jefferson se dão bem em cena, aconteceu essa sinergia na vida real também?

JS – A gente ficou próximo muito rápido. Porque eu cheguei e ele já conhecia todo mundo. E para fazer a melhor amiga dele, acabamos nos aproximando mesmo.

MS – O Jefferson é um ator muito rápido, ele já chega e vem, colocou as vozes, que foi ideia dele inclusive. E a gente passava muito tempo no set, então ele começou com a dublagem, e fomos passando o tempo.

Jefferson, como é o processo criativo das vozes? Tem alguma inspiração?

JS: Na verdade eu fico mexendo nas variações da minha voz, qual lugar que eu não mexi ainda. A Geni (voz da Geni) é rouquinha, aí tem a Kate (voz da Kate), o Brian (voz do Brian), e vou brincando, experimentando. Eu achei a voz da Geni é legal para a comédia, porque ela meio que contrasta com a produção da personagem, a roupa, o cabelo, e a voz é bem esquisita.

Se um parente distante batesse em sua porta, você teria a mesma reação do Crô?

MS: O Crô é ingênuo e já estava debilitado com a situação, frágil sem o cachorro dele, carente. Precisando de uma família. Então, ele quis acreditar naquela história. Não sei se teria a mesma reação.

O seu último trabalho na TV foi em 2017 com a novela Pega-Pega, qual o seu próximo projeto ou trabalho? Algum novo filme?

MS: Agora estou com uma novela nova o Sétimo Guardião, tenho cinco longas que irão estrear ano que vem. Duas séries, uma delas internacional, e estou focado agora na novela mesmo, o Sétimo Guardião e na divulgação do Crô. Acho que o filme irá agradar muito o público, está estreando em um feriado, pode levar a família, se divertir, é um entretenimento.

E você Jefferson, novos projetos?

JS: Então, entreguei meu TCC essa semana e estou fechando um ciclo e quero ver como vai ser, voltar a viver, porque quem faz faculdade sabe como é que é. Fiz o Pérola do Murilo Benício, que entra em cartaz ano que vem. E estou vendo agora umas coisas para fazer, um monólogo novo para o teatro com todos os meus personagens. Estou estudando as possibilidades.

Crô em Família estreia dia 06 de setembro nos cinemas de todo o país, confira aqui no Cinema Sim a nossa crítica!