Classificação

Data de lançamento 28 de dezembro de 2017 (1h 19min) Direção: Pedro Vasconcelos Elenco: Larissa Manoela, Ingrid Guimarães, Marcelo Laham mais Gênero Comédia Nacionalidade Brasil
7.0
Prós
Roteiro, piadas e direção.
Contras
Larissa Manoela

Estamos repletos de produções nacionais de comédia, sabemos muito bem como fazê-las, mas ultimamente esse cenário tem modificado vagarosamente, alguns corajosos já tentam introduzir outros gêneros menos populares entre nossas criações. Terror, ação e suspense agora fazem parte da lista de filmes brasileiros despontando pelo mundo. Mas aqui estamos, para falar de um filme que se não uma comédia, seria um drama, uma birra, uma rebeldia, um verdadeiro retrato de nossas vidas.

Em ‘Fala Sério Mãe!Ingrid Guimarães é Ângela Cristina, super mãe da adolescente Maria de Lourdes interpretada por Larissa Manoela, Cristina está tendo a experiência de ensinar e orientar a sua filha durante uma das fases mais complicadas da vida. sobrevivendo em uma verdadeira montanha-russa, com medos, momentos frustrantes e um caminhão de queixas para descarregar. Por outro lado, Maria de Lourdes , ou Malu como prefere ser chamada, também tem suas insatisfações. Teimosa, sofre com os cuidados excessivos e com o jeito conservador e rígido da mãe.

Dirigido por Pedro Vasconcellos, o filme tem uma receita simples que por sua vez deu muito certo, a identificação é 100% garantida, e a fórmula acerta sem erro nos corações dos espectadores. Muitos certamente lembrarão de situações ocorridas em suas vidas, e se emocionarão, sentirão remoço ou sairão do cinema com muita vontade de abraçar suas mães, pois o amor ali, fala muito mais alto que qualquer gênero em que ele possa se enquadrar.  Isso também é mérito do roteiro. Um texto objetivo, com um caminho único a seguir sem forçar a barra, assim como no livro de Thalita Rebouças, que serviu de inspiração para a trama.

As cores vibrantes acentuam o ar cômico, também como não rir de nós mesmos? As piadas estão ali para deixar tudo muito mais leve, como as vezes é em nossas vidas. Ingrid Guimarães consegue dar vida a uma mãe muito amorosa e neurótica com a “independência” natural do crescimento da filha. Suas piadas são eficientes e certamente as farão chorar de rir em algum momento. Marcelo Laham por sua vez faz um pai dedicado, que no futuro apresenta falhas, e protagoniza cenas tensas que nos remetem a momentos difíceis que passamos quando crianças. Ele se sai bem como o patriarca, porém não podemos dizer o mesmo de Larissa Manuela, sua personagem é graciosa, inteligente e decidida, mas a atriz não parece muito natural, as suas caras e bocas soam exageradas e artificiais, porém a sua popularidade pode fazer o filme se sair bem no cinema.

O destaque do filme é o trabalho da atriz mirim a Duda Batista (que faz Malu em uma das fases da infância). Essa pequenina rouba a cena de uma forma tão profissional, que deixou um gostinho de quero muito mais.

Em Suma, o filme consegue surpreender os mais céticos, isso, apesar de sabermos exatamente o que vai acontecer desde o inicio. Ele cumpre seu objetivo de ser um longa para divertir, e trabalha o drama e a comédia carregado de identificação.

Anterior When Youre Overqualified for your Occupation how to Compose a Cover Letter
Próximo TOP 10 filmes pra assistir antes do ano virar

Sem comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *