Ghost in the Shell | Filme é sucesso no Japão, apesar de fracasso no ocidente


Desde que foi anunciado, o filme A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell foi acusado de “embranquecimento” por colocar Scarlett Johansson para interpretar a protagonista originalmente japonesa, algo que vale também para diversos outros atores e personagens no filme. Mas parece que os japoneses não se importaram muito com isso.

No Japão, o filme estreou neste último fim de semana e está fazendo sucesso. Mais do que aqui no ocidente, pelo menos, e já conseguiu arrecadar mais de US$ 3 milhões no país. Considerando que o filme conseguiu apenas US$ 19 milhões nos EUA no mesmo período, sendo que aquele deveria ser o público alvo, este é um número considerável.

Curiosamente, o filme recebeu uma nota de 3,56 no Yahoo Japan, uma nota maior do que o anime original. Então o The Hollywood Reporter conversou com os espectadores locais para saber o que acharam do longa. Para a surpresa de todos, a maioria gostou do que viu.

“O visual ficou muito legal e eu realmente gostei”, disse Tomoki Hirano, um fã do mangá original que estava no cinema. “Eles não apenas tentaram copiar o original, mas fizeram uma história própria, o que foi uma abordagem melhor”.

Hirano também comentou sobre Johansson no papel: “Ela estava muito legal. Eu a adorei em Vingadores e eu queria ver isso por causa dela”.

Apesar dos elogios, algo que o incomodou foi a falta de profundidade da história sobre assuntos complexos, algo que era muito forte tanto no mangá quanto no anime original.

Essa foi a base da história original – onde fica a alma? Isso influenciou filmes como Matrix, mas isso não foi abordado no filme.

Ele não foi o único. Outro espectador, identificado como Yuki, elogiou o visual, mas criticou a falta de profundidade:

Parecia incrível. Eu acho que estes eram os melhores visuais que eles poderiam ter conseguido em uma versão live-action. Mas a história foi um pouco rasa; não se aprofundou nos temas do anime. Mas é uma versão de Hollywood, então isso é o que se espera.

Yuki também elogiou a performance de Scarlett Johansson e disse que provavelmente foi melhor colocá-la no papel:

Ouvi dizer que as pessoas nos EUA queriam uma atriz asiática no papel. Estaria tudo bem se fosse asiática ou mestiça? Honestamente, isso seria pior, alguém de outro país asiático fingindo ser japonês. Melhor apenas fazer a personagem caucasiana.

A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell é baseado na famosa série mangá de mesmo nome e inspirado na obra de Masamure Shirow. Na trama, acompanhamos Motoko Kusanagi, a Major, uma híbrida de humano e robô, que lidera um esquadrão de elite: a Seção 9.

Major precisa perseguir os mais perigosos criminosos e extremistas, entre eles um hacker, que tem como objetivo deter os avanços da tecnologia cibernética.

O filme tem direção de Rupert Sanders (Branca de Neve e o Caçador). No elenco, além de Scarlett Johansson (Major), temos: Takeshi Kitano, Juliette Binoche (Dra. Ouelet), Michael Pitt (Kuze), Pilou Asbæk (Batou), Kaori Momoi, Chin Han, Danusia Samal, Lasarus Rtuere, Yutaka Izumihara e Tuwanda Manyimo.