Hugh Hefner, o criador da Playboy, faleceu aos 91 anos


Hugh Hefner, o fundador da revista Playboy, faleceu em Los Angeles nesta quarta-feira (27). A notícia foi divulgada pela TMZ — e posteriormente oficializada pela família no Twitter. Segundo a publicação, Hefner morreu em “paz e cercado por membros da família na sua cama na Mansão Playboy”

Além da fundador da revista, Hefner foi um grande ativista e usou sua influência para dar a luz a luta de algumas minorias. Ele apoiou Luther King e Jesse Jackson, foi veementemente contra o Marcartismo — que repreendia comunistas de 1950 a 1957  –, influenciou na mudança de algumas leis sobre direito de abordo e o impedimento da comercialização de contraceptivos em alguns estados norte americanos.

[box type=”shadow” align=”” class=”” width=””]

[/box]

“Meu pai viveu uma vida excecional e impactou a vida de muitos defendendo movimentos culturais importantes para o nosso tempo e falando a favor da liberdade de expressão, direitos civis e liberdade sexual”, declarou o filho do empresário, Cooper Hafner.

Ele definiu um estilo de vida que é notado na marca da Playboy, uma das reconhecidas marcas da história. Ele fará falta para muitos, incluindo a sua esposa Crystal, minha irmã Christie e meus irmãos David e Marston.

Hefner fundou a Playboy em 1953 e depois passou por diversos programas da televisão onde deu espaço para diversos comediantes negros reprimidos. A revista foi um marco para a revolução sexual dos anos 60.