Já pensou em como são criados conteúdos audiovisuais para deficientes auditivos e visuais?


Se você ainda não pensou sobre isso, talvez seja um bom momento para pensar e conhecer um pouco mais sobre o que vem surgindo e como os criadores estão lidando com essas transformações e desafios. Tanto que esse tem sido um dos assuntos mais comentados no mercado de cinema ultimamente, os desafios para a produção de materiais que atendam também aos deficientes auditivos e visuais, e será um dos temas abordados durante a Expocine18, que acontece de 02 a 05 de outubro em São Paulo.

CINEMAGINE | A EXPERIÊNCIA + ENTREVISTAS SR. LUIZ GONZAGA (CINÉPOLIS BRASIL) E FERNANDO CHRISTO

Na sexta-feira, dia 05 de outubro, último dia do evento, acontecerá a palestra “Produção & Acessibilidade“, com a participação do gestor cultural argentino Federico Sykes, que convidará todos os presentes a pensar e debater os desafios e potenciais da criação de conteúdos dedicados a deficientes auditivos e visuais. Vale lembrar, que todas as palestras terão tradução simultânea para português, espanhol e inglês. E, neste caso, tradução da linguagem de sinais.

O cineasta Federico Sykes tem 31 anos e faz parte do 1% da população argentina que é surda. Formado em uma carreira relacionada ao audiovisual, ele é o único cineasta argentino com essa condição. O jovem cineasta se apaixonou pelo cinema já em sua infância com desenhos animados. Hoje, ele ministra oficinas em linguagem de sinais, trabalha ativamente em vários projetos audiovisuais que promovem a acessibilidade e é o criador do Festival Internacional de Cinema Surdo (FICSor) da Argentina, que já teve sua primeira edição no ano passado.

Além da palestra, durante a feira de negócios, que vai acontecer todos os dias da Expocine18, os convidados poderão visitar os estandes da americana Dolby e da parceria entre Riole/ETC Filmes, que apresentarão suas soluções de acessibilidade aos convidados. De acordo com a ANCINE, os circuitos exibidores com mais de 50 salas precisam estar equipados com soluções de acessibilidade – libras, áudio-descrição e closed caption – até novembro deste ano.

“É uma satisfação não apenas contar com a presença do Federico Skyes na Expocine18, mas também saber que teremos grandes empresas apresentando suas soluções de acessibilidade para o mercado exibidor”, comenta Marcelo J L Lima, diretor do evento.

Espero que a convenção sirva também para esclarecer dúvidas e gerar debates sobre esta importante nova lei do audiovisual, pois muitos países estão aguardando as decisões que serão tomadas no Brasil para implementar localmente”, finaliza.

A programação parcial da Expocine18 pode ser acessada em www.expocine.com.br 

Serviço:
Expocine18 (www.expocine.com.br)
Datas: 02 a 05 de outubro, 2018
Endereço: Centro de Convenções Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569 – Consolação / São Paulo – SP)
Anterior Gauguin: Viagem ao Taiti | Crítica
Próxima Lucy Liu está muitio feliz pelo reboot de As Panteras

Sem Comentários

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *