Kóblic | Crítica 2


Oscilando entre o faroeste e novela mexicana, o suspense policial argentino “Kóblic”, do diretor Sebastían Borensztei, chega amanhã, 13 de outubro aos cinemas nacionais.

Kóblic

O longa explora a história de Tomás Kóblic – representado por Ricardo Darín, considerado um dos atores de maior destaque daquele país – piloto da Armada Argentina, que ao desertar e se esconder num vilarejo acaba por se envolver em mais complicações.

Demonstrando ser um homem íntegro e responsável, segue atormentado após ter sido coagido a participar de uma ação muito comum nos tempos da ditadura militar argentina. Entretanto quase em estado de choque, se vê como mais um dos oprimidos durante o acontecido.

Um dos pontos positivos do filme é justamente o fato de que não fica claro exatamente todos os fatos que compuseram essa sequência de acontecimentos, tudo é apenas apresentado em pequenos fragmentos durante as dolorosas recordações do piloto ou ainda através de seus recorrentes pesadelos.

O outro ponto a ser ressaltado é a bela fotografia, com muitas tomadas aéreas, que mostram e evidenciam o contraste da paisagem árida e abandonada dentro do povoado e a beleza dos campos floridos que são pulverizados por Tomás em uma das cenas e ainda as áreas alagadas e os pássaros que as cercam.

Kóblic

Kóblic

Embora possua a presença de cores fortes como o amarelo, laranja, vermelho, azul e estampas florais nos figurinos e carros, é como se elas fossem apenas pontuais, uma vez que o filme inteiro tem um tom sépia bem leve, há também a utilização de um tom mais acinzentado quando se trata das cenas das recordações e pesadelos.

Não é um filme grandioso, mas tem uma história consistente, evocando inclusive o estilo de alguns filmes da década de 90 estrelados por Arnold SchwarzeneggerJean-Claude Van DammeSteven Seagal ou ainda Dolph Lundgren, em que somos apresentados a heróis com um grande senso de responsabilidade entretanto um tanto quanto problemáticos, que se retiram de suas realidades buscando alguma redenção, porém acabam por se infiltrar em situações tão complexas quanto aquelas das quais tentam se livrar.

Portanto para aqueles que já conhecem o gênero e gostam, provavelmente poderão apreciar esse também.

Título Original: Kóblic
Direção: Sebastían Borensztei
Roteiro: Sebastían Borensztei
Elenco: Ricardo Darín, Oscar Martínez e Inma Cuesta

Nota do Filme: [yasr_overall_rating size=”medium”]