The Breakdown

Data de lançamento 13 de junho de 2019 (1h 55min) Direção: F. Gary Gray Elenco: Tessa Thompson, Chris Hemsworth, Liam Neeson mais Gêneros Ficção científica, Ação Nacionalidade EUA
6.0

‘Homens de preto’ foi a prova definitiva de que Will Smith era uma grande estrela de Hollywood. Ele se destacou na televisão quando deu vida ao príncipe de Bel-Air e contribuiu para o sucesso de “Bad Boys” e, acima de tudo, “Independence Day”, que desencadearam sua popularidade, mas foi quando tudo ficou claro. Então, cinco anos se passaram até a chegada de MIB 2, muito inferior e mais dez anos para uma terceira entrega divertida, mas esquecível.

Chris Hemsworth diz que aceitaria estar em Guardiões da Galáxia?

Agora a Sony optou por relançar a saga sem a presença do ator carismático, apresentando o duo de protagonistas de ‘Thor: Ragnarok’. Já havíamos sentido a química clara que tinha Chris Hemsworth e Tessa Thompson, então, em princípio, parecia uma aposta de baixo risco. O que está em dúvida é o interesse atual do público pela franquia, mas o que realmente importa agora é que ‘MIB: International’ é um passatempo eficaz com o qual você nunca fica entediado.

O carisma de Will Smith e o grande contraponto que Tommy Lee Jones lhe deu foram essenciais para que ‘Men In Black’ fosse uma aventura extremamente legal. Não foi a única chave, como ficou claro no rescaldo, mas percebo que a aposta no peso da marca é gigantesca, e tenho minhas dúvidas de que essa franquia é realmente suficiente para se superar sozinha. No entanto, isso não significa que a Sony tenha optado por fazer uma transição suave, mesmo mantendo o personagem interpretado por Emma Thompson ( embora acredite, que a maioria dos espectadores provavelmente esqueceram que ela apareceu em ‘Men in Black III’), a mudança foi quase ‘desneuralizante’.

Chris Hemsworth quer descansar de Hollywood por um tempo

A primeira coisa a notar é que para mim, a protagonista é Tessa Thompson – assim como Smith foi o primeiro, ela faz um personagem que consegue recuperar um frescor semelhante ao do longa de origem, com suas tentativas de obter acesso a uma organização que marcou sua vida durante um evento isolado de sua infância. De certa forma, funciona como um novo ponto de entrada para as novas gerações e Thompson demonstra a autoconfiança necessária . Não é Will Smith, mas ela não pretende ocupar esse espaço também, uma vez que os papéis são invertidos aqui e o personagem mais louco é o agente veterano interpretado por Chris Hemsworth. O ator já havia mostrado esses trejeitos, com seu personagem secundário na versão feminina dos ‘Caça Fantasmas’, e ainda traz seu visual de Ragnarok com direito a piada que só fãs da Marvel entenderão.

Tessa Thompson entra para elenco da live-action de A Dama e o Vagabundo

O roteiro assinado por Matt Holloway e Art Marcum , que anteriormente colaborou em títulos como ‘Iron Man’ , não se esforça muito no mote geral, e escolhe focar nos estágios intermediários, parecendo confiar mais em ocorrências específicas do que no conjunto da obra. Aqui, isso já não parece ser algo tão ruim, pois conseguem assim manter o ritmo sempre vivo, independentemente de parágrafos que possam dar algo mais profundo a diferentes aspectos da história ou dos personagens.

O novo MIB consegue nos entreter, mas também é claro que você o esquecerá muito mais rapidamente do que outras propostas que buscam a mesma coisa. Visualmente não há nada deslumbrante, embora você perceba um esforço extra em determinadas cenas, os personagens caem bem o suficiente para seguir sua aventura com interesse, mas não para realmente se importar com o que acontece com eles, e seu senso de humor lhe tira umas boas gargalhadas.

Homens De Preto – Internacional | Novo vídeo com cenas inéditas focado no Agente H

Em suma, ‘MIB: International’ atende como entretenimento. Dá apenas o suficiente para passar o tempo, com tudo de bom e não tão bom que isso acarreta. Um passatempo correto de verão que atualiza a franquia e confia na química de seus dois protagonistas.