Mostra Tiradentes em São Paulo


Jovens Infelizes Ou Um Homem Que Grita Não É Um Urso Que Dança” abre o evento no dia 17 de março às 20h, no CineSesc; até o dia 23, 25 sessões de cinema e 37 filmes serão exibidos

Pelo quarto ano consecutivo, o público de São Paulo poderá conferir de 17 a 23 de março um panorama do cinema brasileiro contemporâneo. Estarão em exibição na Mostra Tiradentes|SP – uma parceria entre a Universo Produção e o Sesc-SP – todos os filmes vencedores da edição mineira de 2016, obras de diretores brasileiros em destaque na cena contemporânea, bem como uma programação dedicada às obras do cineasta Andrea Tonacci. Considerada a maior plataforma de lançamento deste cinema autoral, com 19 edições já realizadas em Minas Gerais, a Mostra Tiradentes chega a São Paulo apresentando 37 filmes – 20 longas, 16 curtas e um média, grande parte delas em suas primeiras exibições na cidade.

Mostra Tiradentes

A Mostra Tiradentes terá 25 sessões de cinema CineSesc (Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César) além de oficina e um debate conceitual, integrando a programação do evento. A edição paulista retoma o tema eleito para a 19ª edição em Minas, “Espaços em Conflito no cinema brasileiro”, e amplia o debate com novas vozes.

A abertura, no dia 17, às 20h tem entrada gratuita e os ingressos poderão ser retirados com uma hora de antecedência no CineSesc. As demais sessões terão ingressos a preços populares: R$ 3,50 para associados Sesc (com apresentação da carteirinha plena), R$ 6 (meia-entrada) e R$ 12 (inteira).

HOMENAGEM A ANDREA TONACCI

Em 2016, a Mostra Tiradentes relembrou os dez anos da primeira exibição do filme “Serras da Desordem”, na cidade histórica mineira. Em uma década, o longa-metragem tornou-se uma das principais referência de mudança de paradigmas no olhar estético e na maneira de se fazer cinema brasileiro independente e de autor. O longa, que ganha agora as telas paulistanas, traz questões relativas aos limites tênues entre documentário e ficção, somadas às discussões sobre o genocídio histórico contra indígenas em território nacional. “Serras da Desordem” também recolocou Andrea Tonacci na linha de frente contemporânea, tanto do pensamento cinematográfico quanto do protagonismo estético, conforme destaca Cléber Eduardo, curador da Mostra.

Andrea Tonacci
Andrea Tonacci

A homenagem a Andrea Tonacci, que se estende à capital paulista, é um tributo a este grande inventor do cinema brasileiro, dono de uma obra até hoje menos vista do que deveria e uma das figuras de maior influência para várias gerações. A Mostra Tiradentes | SP celebra a trajetória do cineasta ítalo-brasileiro com a exibição dos filmes “Serras da Desordem”, “Bang Bang” e do média “Já Visto, Jamais Visto”.

MOSTRA AURORA

A Mostra Aurora é dedicada exclusivamente para a exibição de longas de diretores em início de carreira, independente da idade, mas que tenham até três longas realizados. Composta de sete filmes inéditos que primem pela comunhão entre inquietação formal e condições materiais modestas, independentemente de ter ganho ou não prêmios em editais, eles  concorreram, em janeiro, ao prêmio do Júri da Crítica e, chegam agora a São Paulo, para sua segunda exibição.

Eleito pelo Júri da Crítica Melhor Filme da Mostra Aurora, Jovens Infelizes Ou Um Homem Que Grita Não É Um Urso Que Dança (SP), de Thiago B. Mendonça, abre o evento no dia 17 de março, às 20h. Os outros seis filmes desta sessão competitiva que se transformou numa vitrine da produção autoral – serão exibidos ao longo da programação: “Animal Político” (PE), de Tião; “Aracati” (RJ), de Aline Portugal e Julia De Simone;“Banco Imobiliário” (SP), de Miguel Antunes Ramos; “Filme de Aborto” (SP), de Lincoln Péricles; “Índios Zoró – Antes, Agora e Depois?” (PE), de Luiz Paulino dos Santos; e “TaegoAwa” (GO), de Marcela Borela e Henrique Borela.

A seleção, a cargo do curador Cléber Eduardo e do curador assistente Francis Vogner dos Reis, busca sempre maneiras de compreender e propor estilos e formas mais arriscadas no cinema brasileiro atual. Quatro estados estão representados na Mostra Aurora deste ano (Pernambuco, Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro).

FILMES EM PRÉ-ESTREIAS NACIONAIS E MUNDIAL

A Mostra Tiradentes|SP exibe, além de filmes vencedores e destaques da programação da 19ª Mostra Tiradentes, pré-estreias nacionais e internacionais, reafirmando ser instrumento a favor da promoção e difusão do cinema brasileiro sétima arte. Na programação, estão “Fome”, de Cristiano Burlan, e “Estamos vivos”, de Filipe Codeço, inéditos em São Paulo; e “O que eu poderia ser se eu fosse”, de Bruno Jorge, em pré-estreia mundial.

MOSTRA ESPAÇOS EM CONFLITO

A Mostra Espaços em Conflito apresenta filmes centrados em personagens cujos conflitos estão associados ao espaço onde vivem, em sintonia com a proposta conceitual da Mostra Tiradentes. O público terá a oportunidade de conferir nove longas: “Santo Daime – Império da Floresta” (PE), “Invasores” (SP), “Urutau” (RJ), “O Que Eu Poderia Ser Se Eu Fosse” (SP), “Clarisse ou Alguma Coisa Sobre Nós Dois” (CE), “Fome” (SP), “Estamos Vivos” (RJ), “A Noite Escura Da Alma” (BA) e Tropykaos” (BA), ganhador de melhor longa eleito pelo Júri Jovem. Também integram a programação da Mostra os curtas O Castelo” (SP), “Enquadro” (SP), “Parte Do Inferno” (SP), “Território” (SP) e “Chutes” (SP).

MOSTRA EM FOCO

Todos os curtas da Mostra competitiva Foco de 2016 terão exibição no CineSesc. Ao todo, serão nove títulos. “Os filmes da Foco oferecem propostas de experimentação e desafio à apreensão. Notamos ainda nestes trabalhos possíveis ensaios para longas-metragens, devido à forma desses filmes, da maturidade narrativa e também pela metragem”, diz o curador Pedro Maciel Guimarães.

A Mostra Tiradentes é reconhecidamente um celeiro de curta-metragistas, com sessões lotadas e aplaudidas por uma plateia interessada no fazer cinematográfico. A Mostra Foco privilegia filmes inéditos e ainda não legitimados e chega na íntegra para a edição paulistana. A expressividade, a pregnância de escolhas estilísticas e de direcionamentos dos olhares fílmicos destacam-se nestes curtas.

O público poderá conferir o melhor curta da Mostra Foco eleito pelo Júri da Crítica, “Noite Escura de São Nunca”, produção do Rio de Janeiro, que tem direção do carioca Samuel Lobo e o curta que ganhou o Prêmio Aquisição do Canal Brasil “Eclipse Solar” (ES), de Rodrigo de Oliveira.

FILMES PREMIADOS EM DESTAQUE

Dois filmes que conquistaram o público e foram premiados em Tiradentes terão exibição em São Paulo. São os ganhadores de Júri Popular: o curta “Madrepérola” (RS), de Deise Hauenstein, e o longa “Geraldinos” (RJ), de Pedro Asbeg e Renato Martins.

OFICINA E DEBATE

Além da extensa e variada programação de filmes, a Mostra Tiradentes promove momentos de reflexão e troca de experiências. Uma das atividades é a Oficina “Da Ideia à Distribuição: Sob a Perspectiva de um Realizador Independente”, que será ministrada pelo cineasta, diretor de teatro e professor Cristiano Burlan (RS). São oferecidas 35 vagas para interessados a partir de 18 anos. A oficina acontece de 21 a 23 de março, das 19 às 22 horas. As inscrições só podem ser feitas presencialmente no CineSesc, sendo de 01 a 09 de março – vagas preferenciais para aqueles que tiverem a carteirinha do Sesc (credencial plena), e a partir do dia 10 de março, até se esgotarem as vagas, para o público em geral. O horário de atendimento é das 13h30 às 21h30 e será necessário apresentar a credencial plena (no caso de associados) ou o RG (para o público em geral). Para receber o certificado, o aluno deverá comparecer em todas as aulas.

No dia 22, terça-feira, às 19h30, no hall do CineSesc, será promovido o debate “Espaços em Conflito e o Cinema em São Paulo”, com a participação do curador, professor e crítico de cinema Cleber Eduardo (SP), do cineasta, Miguel Antunes Ramos (SP), do professor Rubens Machado Jr (SP) e do cineasta Thiago B. Mendonça(SP), com mediação do curador e crítico de cinema Francis Vogner dos Reis (SP). A conversa terá como foco nos conflitos, as trajetórias e as propostas estéticas do cinema paulista entre 2000 e 2015, com ênfase nos filmes de anos mais recentes, expandindo e concentrando a temática da 19ª Mostra de Cinema de Tiradentes.

***

Acompanhe a Mostra Tiradentes |SP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2016.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra e para mais informações acesse mostratiradentes.com.br