Mulheres Alteradas | Crítica


Nota:

Data de lançamento 5 de julho de 2018 (1h 35min) Direção: Luis Pinheiro Elenco: Deborah Secco, Alessandra Negrini, Monica Iozzi mais Gênero Comédia Nacionalidade Brasil
6.0

O que se pode esperar da combinação do quadrinho de Maitena Burundarena com atrizes brasileiras? Apresentações extravagantes para personagens ainda mais impressionantes. 

Mulheres Alteradas‘ é primeira adaptação cinematográfica dos quadrinhos que a Argentina Maitena publicou pela primeira vez na década de 90. Seu sucesso no Brasil é imenso e agora resulta nesse novo projeto, que é o primeiro filme do diretor brasileiro Luis Pinheiro. 

Atrizes com rostos familiares para o público dão vida a quatro personagens que aprofundam em tom cômico os problemas cotidianos das mulheres. Maria Casadevall interpreta Leandra, uma única garota que vive a crise dos 30 e não quer mais saber de festa. Mônica Iozzi será Sonia, irmã de Leandra, que tem um estilo de vida completamente oposto, é mãe de dois filhos e sonha com uma noite livre. Alessandra Negrini será Marinati, uma advogada que mora sozinha e vive para o trabalho até que um amor inesperado chega. Deborah Secco é Keka, uma mulher que vive uma Crise conjugal.

No filme, o cotidiano dessas quatro mulheres diferentes, cada uma enfrentando seus problemas de sua maneira, se entrelaça com um design moderno e cheio de atitude, que parece buscar a todo instante uma identidade descolada. É assim também com relação ao texto, e interpretação dinâmica empregada pelo elenco. Elenco esse que desempenha seu trabalho de maneira regular, com destaque para Alessandra Negrini, que faz uma devoradora de homens muito engraçada, e nos remete inclusive a atitudes que tomamos, quando,por descuido ficamos a favor do amor.

O Longa também utiliza de artifícios gráficos para compor atos cômicos, esses nos surpreendem, pois não estamos acostumados ainda a ver elementos de computação gráfica rolando em nossos filmes. Mas tudo é muito bem feito e parece se encaixar perfeitamente.

Ainda com uma tonelada de clichês e esteriótipos, e um roteiro que falha em pontos importantes, ‘Mulheres Alteradas‘ consegue fazer rir, e se essa é a proposta, eles conseguiram acertar o alvo. Luis Pinheiro entrega uma adaptação bastante comercial, com expectativa de sucesso nos países latinos que compartilha dos quadrinhos de Maitena, e são  consumidores das novelas brasileiras.

Anterior Sexy por Acidente | Crítica
Próxima Aquaman | James Wan fotografa cena de luta do filme

Sem Comentários

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *