O Presente | Crítica do filme


Neste suspense somos apresentados ao casal Simon (Jason Bateman) e Robyn (Rebecca Hall) que se mudam para Chicago na intenção de ter uma nova vida e acabam encontrando um ex colega de Simon, Gordon (Joel Edgerton) chamado jocosamente de “Gordo” um sujeito que começa a entregar presentes. A partir deste encontro os segredos do passado vão sendo revelados colocando a prova a união do casal.

O roteiro é construído em cima de mistérios, os três personagens tem segredos que são revelados aos poucos e ao longo do filme. E é sobre Robyn que cai o peso da sombra em torno dessa amizade, e aqui temos algo surpreendente, apesar de ser uma história de stolker, o foco recai mais sobre ela e como reage as ações do marido frente as situações que surge.

Os personagens não são o que aparentam ser a primeira vista, o que é interessante, eles são mostrados com profundidade e as razões de cada uma agir/interpretar as ações do outro de um determinado modo. Sem dúvida o filme vai despertar uma discussão moral com seu final, que é surpreendente e deixa uma dúvida, contudo, é fácil perceber que a mesma não duraria muito tempo, em uma situação real, o que acaba por enfraquece-la.

Essa é a estreia do Ator Joel Edgerton na direção, e ele se saí bem. Consegue criar um clima tenso, mas não consegue sustenta-lo. O filme é irregular, há momentos monótonos e que se arrastam quebrando esse clima de tensão sem necessariamente enriquecer a história. A interação entre os personagens é boa, há um conflito dissimulado entre Simon e Gordon bem interessante, principalmente porque Simon tenta diminuir essa realidade que é percebida por sua esposa.

Aqui temos que destacar a fotografia, a iluminação no inicio é escura, como uma metáfora da sombra que os personagens vivem , e vai clareando a medida que os segredos vem a tona.

movies-the-gift-rebecca-hall-jason-bateman-joel-edgerton-dinner

O ator Jason Bateman faz um trabalho muito bom como Simon, ele consegue convencer como um homem que não se importa com seu passado, capaz de fazer de tudo para subir na vida. Joel Edgerton está regular no seu personagem, ele não tem tanto destaque quanto achamos que normalmente o personagem como o dele teria, mas faz transparecer um homem que, apesar das coisas que sofreu, tenta levar sua vida sem esquecer o que já passou e Rebecca Hall faz uma mulher assustada e curiosa com os segredos do marido, sua insegurança é passada com pequenos gestos e expressões faciais, é o trabalho de atuação mais complexo.

JoelEdgertonTheGift

O presente‘ é um filme que fala sobre vingança, ambição, bullying, não é espetacular mas vale a pena ser visto pelo modo como surpreende. Apesar de  irregular e um pouco arrastado é bem desenvolvido e fotografado. Pode se considerar uma boa estreia de Edgerton como diretor.

Elenco: Jason Bateman – Simon , Rebecca Hall – Robyn, Joel Edgerton – Gordo, Allison Tolman – Lucy, Tim Griffin – Kevin ‘KK’ Keelor, Busy Philipps – Duffy, Adam Lazarre-White – Ron, Beau Knapp – Detetive Walker

Direção: Joel Edgerton
Gênero: Suspense
Duração: 108 min.
Distribuidora: Playarte Pictures
Estreia: 3 de Dezembro de 2015

[yasr_overall_rating size=”medium”]