Star Trek: Sem Fronteiras | Crítica


E finalmente a USS Enterprise, o carro-chefe da Frota Estelar liderada pelo capitão James T. Kirk (Chris Pine), volta a cruzar o universo para assegurar a proteção da Terra e de outros planetas aliados. Mas a calma não vai durar muito. A primeira etapa de sua missão será em território desconhecido, e sua jornada em breve se tornará uma corrida por espaço de sobrevivência quando confrontados com um novo e feroz inimigo, Krall, uma espécie alienígena avançada.

Enquanto eles estão tentando encontrar um caminho de volta para a Terra, a sua missão é proteger o futuro da raça humana e preservar a harmonia entre as espécies. Assim, é a sinopse de ‘Star Trek: Sem Fronteiras’.

Star Trek Beyond Trailer #4 (6)

Sete anos atrás, J. J. Abrams reiniciou o universo Trek cinematográfico, com uma nova encarnação que rejuvenesceu a tripulação da Enterprise, separado quase completamente das aventuras originais. Agora críticos geeks falam do fato de que a nova saga parece muito fiel ao original. De fato realmente é. Em decorrência da comemoração do quinquagésimo aniversário de Star Trek (a série de televisão estreou em setembro de 1966), o responsável pela reinicialização decidiu fazer o resto dos filmes, mais fiel ao espírito da saga original.

484451-star-trek-beyond

Sem J.J. Abrams na direção e com a entrada de um Justin Lin um pouco confuso (as cenas de ação são um jargão real, indigna de uma produção como esta. Felizmente desta vez o que realmente importa são as relações entre os personagens).

krall-star-trek-760x428

Os desejos de Kirk e Spock para deixar a Frota (o primeiro pelo tédio e o segundo para construir um novo Vulcan), e o valor do trabalho em equipe para vencer a ameaça do vilão Krall (irreconhecível Idris Elba), uma vez que este tem destruído quase completamente a Enterprise.

Nesta secção, a relação entre Spock e Dr. McCoy leva as melhores linhas de diálogo. A dar e receber entre dois personagens que são forçados a trabalhar em conjunto para se manterem vivos. Também sugere uma nova relação ao nos apresentar o caráter poderoso da estrangeira Jaylah (Sofia Boutella), uma guerreira que faz suas próprias decisões e será a chave para libertar a tripulação capitaneada por Kirk.

Entre maquiagens impecáveis e efeitos sonoros impactantes, percebe-se que o elenco mantém uma química perfeita, mas as cenas de ação são um pouco mal resolvidas (algumas se salvam e nos revelam um vilão realmente ameaçador). De qualquer forma não parece que conseguiram atingir as expectativas esperadas ainda, ou pelo menos o que se poderia esperar de uma tal celebração ilustre. Talvez teria sido melhor que JJ Abrams estivesse um pouco mais envolvido no projeto.

Ainda assim você conseguirá sentir a tensão de uma batalha interestelar no meio disso tudo, por isso recomendo que vista o seu uniforme tire suas próprias conclusões assistindo Star Trek 3 no cinema. Depois volta aqui e deixa o seu comentário!

Data de lançamento: 1 de setembro de 2016 (2h 03min)
Direção: Justin Lin
Elenco: Chris Pine, Zachary Quinto, Simon Pegg mais
Gêneros: Ficção científica, Ação, Aventura
Nacionalidade: Eua
[yasr_overall_rating size=”medium”]