The Breakdown

Título Original: An Ordinary Man Lançamento: Novembro 2018 Direção e Roteiro: Brad Silberling Gênero: Drama, suspense Elenco: Ben Kingsley, Hera Hilmar, Peter Serafinowicz Nacionalidade: EUA, Sérvia
7.0
Pros
Atuação
Cons
Não se aprofundar um pouco mais nas histórias

Você nasce, cresce e vai ser o que tem que ser.

Tem que ser?

Será que já está definido?

E mais, será que no fim, vai valer a pena?

Não, não há garantias para nada disso.

Você apenas vai fazendo escolhas e deixando que elas o façam em contrapartida.

E nessa jornada muitas serão as vivências, as conquistas e as perdas. Dores que muitas vezes você acreditaria não suportar, entretanto segue de pé.

O General (Ben Kingsley), protagonista de Um Homem Comum nos apresenta esse homem que literalmente virou refém da sua escolha de vida, que foi ser um militar e dar o seu melhor em muitas guerras, o que significava “proteger” seu país de todos e de tudo que ameaçasse a soberania.

E para tanto fazer o que mais fazem nas guerras, matar.

Tudo isso lhe afastou de sua família e de sua terra natal, a velhice e as doenças lhe deixando debilitado, e o rosto marcado como um assassino de guerra não lhe permitindo viver muito tempo num mesmo local.

É, as consequências foram bem drásticas.

Entretanto se para o resto do mundo ele é um criminoso, considerando que para muitos em seu país ele é um herói, para o próprio General, ele é apenas um homem comum que fez o que devia ser feito. Que exerceu o seu dever como patriota e protetor da nação.

Por outro lado, ele é também alguém que se sente traído, abandonado e questiona o por que de depois de ter doado toda uma vida, o que recebe é apenas isso, o direito à uma vida medíocre, sendo escondido do mundo.

Todas essas questões afloram ainda mais quando passa a conviver com a jovem Tanja (Hera Hilmar), que se ocupa dos afazeres domésticos no esconderijo para o qual foi levado após um problema com o anterior.

Ele suspeita da real posição da moça, e não perde uma chance de questioná-la e tentar desvendar o que ela esconde. Ao mesmo tempo ela se torna uma companhia nessa vida solitária que ele vem levando, o que o traz um pouco de conforto e diversão.

Não é um filme que revela muito sobre o passado de seus personagens, essas almas perdidas, vagantes, tudo o que é oferecido é apenas superficial e poderia ser um trecho de qualquer outra história.

A questão central é o que ele, o General está vivendo ali, ou melhor, como está sobrevivendo ali, apesar de tudo. E até quando isso será possível.

O que não deixa de ser o que nós também estamos passando.

Um Homem Comum entrou em cartaz na última quinta em cinemas de São Paulo, Santos, Barueri, Jundiaí, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Vitória, Manaus, Recife, Porto Alegre, Salvador, Teresina, Fortaleza, Jaboatão dos Guararapes, São Luís e Florianópolis.

Previous Top 3 estreias Netflix para você começar em Dezembro
Next Kenvin Hart comandará o 91° Oscar

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *