Nota:

Título Original: Malena’s Baby Lançamento: 08 de março Direção: Diego Lerman Roteiro: Diego Lerman, María Meira Gênero: Drama Elenco: Bárbara Lennie, Daniel Aráoz, Claudio Tolcachir, Yanina Ávila e Paula Cohen Nacionalidade: Co-produção Argentina-Brasil
5.0
Pros
Atuações, enredo.
Cons
Um pouco arrastado em alguns momentos.

Considerada um momento ímpar e de grandes transformações na vida de uma mulher que decide ser mãe, a maternidade é o gatilho que conduz e alimenta toda a história de Uma Espécie de Família, do diretor e roteirista argentino Diego Lerman, que chega aos cinemas amanhã (08.03), Dia Internacional da Mulher, a partir do desejo da protagonista Malena (Bárbara Lennie) de se tornar mãe.

Com a provocação “Até onde você chegaria para conseguir o que mais deseja?” Lerman junto à María Meira constroem um enredo que se desenvolve partindo de uma mulher abrigada em seu carro durante uma noite chuvosa. Sua expressão pensativa e olhar distante, quase que encobertos pelas gotas de chuva que deslizam vagarosamente pelo vidro do automóvel nos apresenta alguém em conflito. Logo que a decisão é tomada, a acompanhamos ir de encontro à mãe de seu futuro filho, revelando que o filme retrata a adoção ilegal em Misiones, na fronteira do Brasil com a Argentina e como isso se tornou um comércio de recém-nascidos, com uma quadrilha organizada e distribuída em vários órgãos, a fim de garantir que o processo de adoção-extorsão funcione.

A miséria das famílias da pequena cidade, perfeitamente representada por Marcela (Yanina Ávila), mãe de três crianças pequenas e prestes a entregar o seu quarto filho à uma estranha com quem tinha feito um acordo, sendo uma espécie de barriga de aluguel e a obsessão por ser mãe como a expressada pela personagem Malena fomentam esse comércio clandestino de menores.

A co-produção Argentina-Brasil se deu através da contemplação no edital de coprodução do Fundo Setorial do Audiovisual para Brasil e Argentinada com produtora brasileira Bossa Nova Films, levando entre outros profissionais o diretor de arte Marcos Pedroso (Bicho de Sete Cabeças) e a atriz Paula Cohen (O Silêncio do Céu) para se juntarem no desenvolvimento e execução do projeto com os argentinos da produtora  El Campo Cine e  aborda de maneira muito apropriada e sensível – embora com alguns momentos arrastados – questões inerentes ao anseio pela maternidade e ultrapassa ao explorar manifestações como alegria, medo, esperança, solidão, culpa, indagações e crises de consciência, entre outras experimentadas por essas mães na situação em que se encontram. Com atuações muito marcantes e extremamente naturais, fica difícil não se sensibilizar e temer pelo futuro que assombra essas duas mulheres, ao mesmo tempo que podemos vislumbrar que o amor por essa criança pode encontrar caminho para que ambas concretizem a necessidade que as impulsionam a não desistir da maternidade.

Anterior Jogador Nº 1 ganha pôsteres inspirados em clássicos do cinema
Próxima Segunda temporada de The Handmaid's Tale ganha novo teaser e pôster

Sem Comentários

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *