Um Namorado para Minha Mulher | Crítica


Todo o Brasil já sabe e não é novidade nem uma que o nosso cinema é lotado de inúmeras comédias, um gênero que tomou conta do nosso cenário e tem se mostrado ainda, como um investimento “seguro” para as produtoras da nossa terra. Mas o mesmo estilo que lidera os números das bilheterias do Brasil, também tem seus dias de fraqueza, e nem todo o filme cômico tupiniquin, arranca comentários positivos do público (natural), afinal, esses, repletos de Hassuns e Guimarães, se tornaram cada vez mais superficiais e inconsistentes até mesmo para quem apenas pretende rir.Um-namorado-para-minha-mulher-2_185f5

Por outro lado, algumas vezes percebe-se um esforço, para apresentar algo bom e diferente do que estamos acostumados. Talvez esse seja o caso de “Um Namorado Para Minha Mulher”, que ainda respinga essência novelesca global, mas trás uma agilidade boa e uma crônica comportamental própria.

Um-Namorado-Para-Minha-Mulher_crédito-André-Brandão-16
No filme somos apresentados a Chico (Caco Ciocler), que está exausto do seu relacionamento e do mal humor e estresse diário, infinito e natural da sua esposa, Nena (Ingrid Guimarães). Após 15 anos vivendo juntos, ele não tem a menor coragem de perdir o divórcio. Chico então decide seguir o conselho dos amigos para contratar um amante para sua esposa, o sedutor Corvo (Domingos Montagner), na esperança de que ela se envolva com ele e acabe com o casamento.

namorado1

O longa que é uma adaptação do sucesso argentino “Un novio para mi mujer” (2009), inicia a sua jornada apresentando claramente a personalidade de cada um. Chico é a especie rara de um “banana”, tímido, medroso e aceita tudo imposto pela esposa, Já Nena, é uma falastrona de primeira qualidade, a pessoa mais mal humorada da terra e muito sincera.

Ingrid Guimarães tira de letra e realmente convence, chega a nos incomodar, é muito chato conviver com essa pessoa que nunca está satisfeita com absolutamente nada, mas Caco Ciocler dessa vez subestimou o intelecto do espectador, nos estregou um personagem muito caricato que não se enquadra na realidade do filme, quase uma criança assustada com pitadas fortes dos personagens cômicos mais bobos de Murilo Benício.

Um dos destaques positivos do filme está em sua fotografia, é aí que vemos um tímido capricho incomum em muitas das nossas comédias, temos uma casa simples e muito bagunçada, sem graça e sem cor que reflete de fato a relação desgastada do casal, e em outros momentos, becos, vielas e panoramas da cidade são explorados de maneira que ajudam na atmosfera misteriosa de outros acontecimentos.

524896

Um outro destaque vai para um instante onde vemos uma sequencia muito engraçada da participação de Nena em Vídeos de um canal do Youtube.

O elenco da versão brasileira ainda conta com Paulo Vilhena, Marcos Veras e Miá Mello, que dão um suporte e até servem de ponte, para que tudo na história ocorra em um bom tempo de evolução.

‘Um Namorado Para Minha Mulher’ é uma das nossas melhores comédias românticas, mas ainda com alguns percalços. Um deles é o desaparecimento do corvo (vocês irão perceber que em determinado momento, não temos a menor notícia de um personagem que parecia ser construído para permanecer até o final). Mesmo assim você poderá ser surpreendido como num show de mágica, onde eles centralizam a sua atenção em um ponto para esconder o segredo do truque no final.

Nota do site:
[yasr_overall_rating size=”medium”]

Data de lançamento: 1 de setembro de 2016 (1h 40min)
Direção: Julia Rezende
Elenco: Ingrid Guimarães, Caco Ciocler, Domingos Montagner mais
Gênero: Comédia
Nacionalidade: Brasil