Warcraft : O Encontro de Dois Mundos | Crítica


Warcraft : O Encontro de Dois Mundos‘ é uma produção muito ambiciosa, que adapta um dos maiores e mais populares games de todos os tempos. Com um orçamento poderoso e um Diretor com prestígio dentro do gênero, é questão de honra para os responsáveis, conseguir atingir o sucesso com o grande público que é esperado.

img4

Infelizmente Apesar de todos estes elementos citados, o filme dirigido por Duncan Jones não tem sido bem recebido pela crítica em geral. Será que Jones falhou ao levar para as telonas uma adaptação com milhões de fãs “Guerreiros” de todas as partes do nosso mundo?

warcraft4

No argumento, o reino pacífico de Azeroth está prestes a ir para a guerra e enfrentar terríveis invasores: orcs guerreiros que deixaram o seu mundo destruído para colonizar outro. Ao abrir um portal que conecta dois mundos, um dos exércitos enfrenta a destruição, e o outro à extinção. Dois heróis, um de cada lado, estão prestes a colidir em um confronto que vai mudar o destino de sua família, seu povo e sua casa. Assim começa a saga do poder e da magia de Warcraft.

World-of-Warcraft-Movie-4K-Wallpaper

O filme narra o primeiro encontro entre as raças de humanos e orcs com ênfase em ambos os lados do conflito. De um lado estão Llane Wrynn (Dominic Cooper), rei humano do Reino de Stormwind e Anduin Lothar(Travis Fimmel), comandante supremo das forças da aliança. Do outro lado, conhecemos Durotan (Toby Kebbell), orc líder do clã Frostwolf Orcs, futuro pai de Thrall e seu melhor amigo, Doomhammer(Robert Kazinsky).

Nos primeiros minutos de filme já podemos perceber o que talvez possa ser o motivo de tanto desgosto anunciado. Acontece que temos a impressão de que já chegamos uns 15 minutos atrasados, isso pelo fato da história iniciar no meio de uma ação importante, onde os orcs já estão em processo de invasão. Não há maiores explicações e nem nos permitem um breve mergulho no passado dessa raça.

Assim ‘estamos’ ao léu, tão despreparados quanto os invadidos do reino de Azeroth, e aí está mais uma dificuldade do processo de produção do filme. Quando digo ”estamos”,estou me referindo a algumas milhões de pessoas que assim como eu, não conhecem o universo de Warcraft como um gamer experiente. Muita coisa ainda não é signo para nós e naturalmente precisamos aprender para entender e ter uma experiência razoável.

Warcraft

Está claro que esse longa foi feito para agradar primeiramente aos Fãs da saga, e esse foi o arriscado preço pago pela corajosa Blizzard, que no inicio do processo criativo, promoveu uma mudança drástica no que estava sendo feito originalmente, seguindo a sugestão do diretor que se diz ser um fanático jogador dos games da empresa.

“Não dá pra ser 100% fiel. Mas existiam algumas coisas no roteiro original que eram óbvias demais”disse Duncan Jones em uma entrevista.

Além disso as dificuldades anunciadas durante as filmagens, os vazamentos e os vários trailers e vídeos promocionais parecem ter ajudado no desgaste do projeto. Mas a pura verdade é que o filme não parece ser um total desagrado para os marinheiros de primeira viagem.

warcraft_posters.0.0

Depois do seu primeiro ato não tão acolhedor, a história nos revela um pouco a Humanidade de cada personagem, isso não é o suficiente para gerar uma ligação emocional (mas 1 ponto para os críticos), mas ajuda os esforçados a entender que ali, ambos os lados são compostos de Heróis e vilões. Os orcs têm sentimentos e princípios, são honrados e pensam no bem estar do seu povo. A narrativa é sim diferenciada e percebemos que há um respeito à natureza de seu universo.

O CGI nos foi entregue como uma obra prima, todos os detalhes são impressionantes, e nada parece fora do contexto dos universos. Destaco também a forma trabalhada para transportar o espectador (fã dos games) para o próprio jogo dentro do filme, com referências claras de layout e tomadas idênticas banhadas numa trilha empolgante.

523350-warcraft-movie-ilm-featurette

Acredito que esse não é mais um simples filme adaptado dos games, não foi criado para o paladar da maioria e talvez por isso não seja sucesso de bilheteria, mas é provável que os fãs da saga se sintam 100% representados e extremamente empolgados do meio para o fim.

Elenco: Andre Tricoteux, Anna Van Hooft, Ben Foster, Ben Schnetzer, Burkely Duffield, Callum Keith Rennie, Clancy Brown, Dan Payne, Daniel Cudmore, Daniel Wu, Dean Redman, Dominic Cooper, Donnie MacNeil, Dylan Schombing, Jill Morrison, Kyle Rideout, Michael Patric, Paula Patton, Raj Lal, Robert Kazinsky, Ruth Negga, Ryan Robbins, Terry Notary, Toby Kebbell, Travis Fimmel, Valérie Wiseman.
Gênero:
Aventura
Direção: Duncan Jones
Roteiro: Charles Leavitt, Duncan Jones
Produção: Alex Gartner, Charles Roven, Jon Jashni, Thomas Tull
Fotografia: Simon Duggan

[yasr_overall_rating size=”medium”]